Notícia

Homem é morto a facadas no bairro Jardim Bela Vista em Arcos

Depois de muito trabalho no rastreamento, PM e PC efetuaram a prisão de três pessoas


Compartilhe:

Foto: Ilustrativo

   Um cidadão de 51 anos foi encontrado morto na manhã de hoje (16), no bairro Jardim Bela Vista. Uma equipe do SAMU foi acionada no local e constatou que a vítima havia sofrido perfurações de arma branca, possivelmente faca. Policiais militares e civis iniciaram uma ação conjunta pela busca de informações para definir a autoria.

 

   Ao longo do dia, muitas pessoas foram ouvidas sobre o caso e algumas delas, que estiveram com a vítima na data de ontem, caíram em contradição e fornecendo dados falsos. Três delas foram conduzidas para a delegacia, ficando sob custódia da Polícia Civil para elucidação do caso.

 

Fonte: ALCO 63° BPM

[Atualização]

Em Arcos: Polícias Civil e Militar apuram homicídio em menos de 24 horas

 

Nessa sexta-feira (16/10), uma ação conjunta entre as Polícias Civil e Militar resultou na prisão em flagrante de um homem de 47 anos, suspeito de matar a facadas, seu próprio irmão, de 51, na cidade de Arcos, na região Centro-Oeste do estado. 

 

Segundo divulgado, o corpo da vítima foi encontrado caído ao solo, em sua residência, quando a polícia foi acionada. O crime foi apurado em menos de 24 horas da ocorrência do fato e segundo apurado foi motivado por suposta disputa de herança. 

 

Após diversos levantamentos, a equipe policial localizou pegadas de sangue e chegou ao irmão da vítima, que apresentou nervosismo e foi flagrado com calçados de tamanho desproporcional e diferentes dos que utilizava momentos antes naquele local.


Após diligências foram localizados os calçados do irmão, compatíveis com as pegadas localizadas.  Ao ser questionado, o suspeito relatou que foi à residência da vítima na noite anterior, e encontrou o irmão, já falecido, mas optou por não comunicar ao ninguém o fato, por fim negou sua participação no crime. 

 

De acordo com o delegado Patrick Carvalho, responsável pela ratificação do flagrante, o suspeito foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil onde teve sua prisão em flagrante ratificada. Ele foi encaminhado à Unidade da Polícia Militar em Divinópolis, local onde ficará acautelado por prerrogativa legal, à disposição da Justiça.


As investigações prosseguem a fim de se esclarecer as circunstâncias do crime e promover o indiciamento do suspeito.

 

Fonte: Polícia Civil de Minas Gerais

COMENTÁRIOS

Veja outras notícias