Notícia

Arcos 01 Julho 2020 Por ASSCOM

RODUTORES DA AGRICULTURA FAMILIAR DE ARCOS PARTICIPAM DE DIA DE CAMPO EM HORTICULTURA


Compartilhe:

   A EMATER-MG, através de convênio com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agricultura, realizou no mês de junho, uma atividade de campo para os produtores da agricultura familiar, na propriedade do casal de produtores rurais Marcelo Belo Veloso da Silva e Edileire Aparecida Monção Fidelis. O evento contou com a participação de horticultores da Ilha e de outras comunidades rurais.

 

   Os produtores puderam acompanhar a demonstração técnica sobre o manejo de equipamentos e de plantio, além de esclarecerem dúvidas pertinentes à rotina do horticultor - tudo dentro dos cuidados preventivos em relação à pandemia da Covid-19 - como o número reduzido de participantes, com todos fazendo uso de máscara e mantendo uma distância segura.

 

   Para a realização do evento, a Prefeitura Municipal de Arcos fez o empréstimo de uma encanteiradeira (equipamento utilizado para a confecção de canteiros), e o produtor Marcelo Belo contratou serviços de um trator agrícola. Já a EMATER-MG, além de ajudar na compra de mais de 1.000 mudas de hortaliças, providenciou a obtenção e o transporte para a propriedade de esterco bovino para colocação nos canteiros durante a demonstração técnica.

 

   A orientação técnica foi realizada pelo extensionista e engenheiro Agrônomo da EMATER-MG Arcos, Zenaido Lima da Fonseca, e por Lamartine Branquinho, que é Coordenador Regional de Horticultura da EMATER-MG Divinópolis. Na ocasião, foi falado sobre a qualidade de sementes e de mudas de hortaliças, irrigação, turno de rega, considerações sobre excesso, falta de água e quantidade ideal para cada situação e hortícola plantada.

 

   Sobre os canteiros, foram dados detalhes sobre a altura, em tempos de chuva e de seca. Foi também abordado sobre adubação orgânica e o ponto certo dos adubos orgânicos para que não prejudiquem as plantas, trazendo os benefícios necessários com o uso da matéria orgânica. Ainda foi apresentado os conceitos ideais sobre os sistemas de irrigação, por aspersão e por gotejamento.

 

   Outra atividade realizada, foi uma análise sobre a criação de suínos, sendo sugerida uma adequação para o sistema de “Compost Barn”, onde os porcos podem ficar em cima de uma cama feita de maravalha (composto feito de serragem, que resiste por um ano, acolhendo as fezes e urina dos porcos, evitando-se o mal cheiro e que depois serve de adubo orgânico).

 

   Os produtores também receberam orientações sobre irrigação em fruticultura, no caso plantio e condução de banana.

 

   Ao final, os produtores anfitriões serviram um lanche para os participantes.

 

   Certamente esta experiência será repassada para outras comunidades rurais.

COMENTÁRIOS

Veja outras notícias