Notícia

Arcos 21 Maio 2020 Por Da Redação

CSN/Arcos contrata mais de 200 funcionários de outras cidades para trabalhar em parada de forno


Compartilhe:

A Prefeitura de Arcos, através do Comitê de enfrentamento ao Covid-19, convocou uma coletiva de imprensa para a tarde de hoje (21) às 16h, no Poliesportivo de Arcos. Dentre as pautas estavam: um novo decreto e as exigências que serão cobradas da empresa CSN, diante da contratação de 207 funcionários de outras cidades que trabalharão na parada do forno da empresa.

 

Foi informado na coletiva que os 207 trabalhadores que foram contratados pela CSN de Arcos são 90% de cidades mineiras, cidades estas que têm baixo índice de casos confirmados do Covid-19. Os mesmos ficarão alocados em hotéis de Arcos, farão o teste rápido para verificar se estão contaminados com o vírus e terão a temperatura medida na chegada e saída da empresa, que segundo informado já é uma medida adotada com todos os funcionários, e também nos hotéis caso necessário.

 

Foi informado ainda que a maioria destes 207 trabalhadores são de Matozinhos/MG, e os funcionários começarão à chegar neste domingo (24) ou segunda (25), iniciando os trabalhos gradativamente a partir de terça-feira (26), a CSN garantiu que a manutenção não passará de 30 dias de duração

 

Ao todo a obra de manutenção contará com um efetivo aproximado de 500 trabalhadores terceirizados, sendo que 300 deles já são moradores da cidade de Arcos e que trabalham em seis empresas da cidade, empresas estas contratadas para a prestação do serviço.

 

Foi explicado pelo Prefeito que os funcionários que virão, vão trabalhar em três setores específicos da manutenção, sendo eles: andaimes, refratários e eletromecânicos. A vinda destes será em rodízio de acordo com os trabalhos a serem feitos. Foi dito que as contratações de outras cidades foram devido à falta de mão de obra em Arcos, referente às três funções. E caso o não acordo para esta parada de forno, a CSN teria que dispensar cerca de 300 funcionários do outro forno em funcionamento devido a sua desativação.

 

Outras exigências feitas da prefeitura para a CSN foi que não fique pessoas em repúblicas, mas sim nos hotéis, para facilitar o monitoramento. O teste rápido deverá ser feito em todos estes 207 funcionários que irão vir para Arcos e a empresa é quem irá arcar com as despesas destes testes.

 

Sobre o novo decreto:

 

 

Será publicado amanhã um novo decreto que vai tratar sobre o uso obrigatório de máscara em toda a cidade a partir da próxima semana e a proibição de consumo de bebidas alcoólicas em via pública. O decreto menciona também sobre penalidades para quem descumprir as determinações.

 

Confira a nota enviada pela CSN:

 

Caro Prefeito,

Conforme é de seu conhecimento, no próximo dia 26/05, a CSN Cimento iniciará uma manutenção corretiva do forno de clínquer da fábrica de cimentos de Arcos.

 

Essa manutenção será feita com todo o critério e rigor específicos para o assunto, agregados os cuidados que devem ser tomados em uma intervenção desse tipo em um momento de pandemia.

 

Manutenção deverá durar 30 dias.

 

Houve um esforço da empresa no sentido de privilegiar a mão de obra local. Assim a obra de manutenção contará com um efetivo aproximado de 500 trabalhadores terceirizados, sendo que 300 deles já são moradores da cidade de Arcos. Os trabalhadores não atuarão na obra todos a um só tempo. Haverá variação do número durante o período.

 

A CSN Cimentos está adotando todas as medidas de segurança de saúde para essa obra, assim como adotou para as suas operações cotidianas. Todos os trabalhadores passarão por avaliação médica prévia. Aqueles que vierem de fora da cidade, passarão por uma avaliação médica antes da viagem e somente irão para Arcos se estiverem com plena saúde. Ao contrário de outras vezes, não virão trabalhadores do exterior.

 

Durante a obra, os trabalhadores estarão sujeitos aos cuidados inerentes a Codiv19, tais como higienização, uso de máscaras, uso de álcool gel distanciamento social e terão suas temperaturas corporais aferidas 3 vezes por dia. Em caso de Covid, serão retirados imediatamente da cidade e levados a tratamento adequado perto de suas famílias. Todo o cuidado será adotado na hospedagem dos funcionários, assim como de suas refeições.

 

Tanto a empresa, quanto os funcionários cumprirão integralmente as disposições previstas no Decreto Municipal nº 5.591, de 18 de maio de 2020, sobre a situação de emergência em saúde pública no Município de Arcos, assim como as demais normas sobre o assunto, inclusive as orientações do Comitê municipal responsável pelo acompanhamento do assunto.

 

A manutenção não poderia ser adiada, sob pena de risco elevado de danos estruturais aos equipamentos da fabrica de cimentos e com risco de segurança pessoas.

A CSN Cimentos assegura que estará atenta a todo o processo de manutenção e estará à disposição das autoridades competentes, assim como da população de Arcos para esclarecimentos necessários.

 

Grupo CSN

 

Confira a coletiva:

COMENTÁRIOS

Veja outras notícias