Notícia

Informe publicitário 22 Fevereiro 2019

Qual é a diferença entre a Criofrequência e Criolipólise ?


Compartilhe:

Você já se perguntou qual a diferença entre criolipólise e Criofrequência?

 

Como cada técnica funciona?

 

É preciso começar explicando que, embora o nome seja parecido, a única semelhança entre as duas técnicas é o uso de temperaturas negativas.

 

Criofrequência

 

A Criofrequência é a evolução da radiofrequência, porque atua com temperaturas altas nas camadas mais profundas da pele e temperaturas negativas na superfície. É uma tecnologia que integra o frio, de até -10 graus com o calor provocado pela radiofrequência que pode atingir até 60 graus. Possui ponteira com dispositivo criogênico (pastilha térmica) com cerâmica de peltier, que promove o resfriamento, permitindo que a Radiofrequência seja utilizada simultaneamente, evitando queimaduras no local da aplicação. Esse processo de frio na superfície da pele (criogenia) e calor nas camadas profundas (radiofrequência), gera um terceiro efeito fisiológico, desestabilizando o metabolismo local, por meio de milhões de choques térmicos nos tecidos, de forma contínua.

 

Criolipólise

A criolipólise é uma terapia que usa temperaturas negativas (até -8°C), por meio de uma manopla com sucção e uma membrana com gel anti congelante para proteger a pele, que provocam o congelamento das células de gordura.

 

E qual é a diferença entre os resultados de cada técnica?

 

Criofrequência

A criofrequência promove, de forma imediata, a contração intensa de colágeno, desde a derme até a hipoderme, provocando aspecto de lifting na pele. Diante dos choques térmicos e do calor promovido pela radiofrequência, a gordura depositada na célula adiposa, passa por um processo de quebra, e os Triglicerídeos são convertidos em Ácidos Graxos e Gliceróis livres (Lipólise). A célula adiposa então “expulsa” a gordura, permitindo que ela seja “consumida” pelo corpo como fonte de energia para queima calórica. Desse modo, ela pode ser eliminada mais facilmente com a prática de atividade física. O tratamento melhora o aspecto da celulite e estimulação a produção de colágeno no local.

 

Criolipólise

A criolipólise permite a redução de medidas através da cristalização ou congelamento da célula de gordura, provocando uma inflamação no local da aplicação (apoptose) e a eliminação da gordura, em um processo que pode levar, em média, 3 meses. Esse tratamento é indicado apenas para gordura localizada, não melhora a celulite e nem flacidez.

 

Conclusão: Se você quer eliminar gorduras, celulite e ao mesmo tempo tratar a flacidez a Criofrequência e um tratamento completo.

 

Na Espaço Estética Érica Egídio você encontra o tratamento com a Criofrequência, que é o tratamento mais completo.

COMENTÁRIOS