• 25/05/2024
03 Julho 2023 às 13h18

A visão espírita da saúde e da doença

Algumas religiões apontam as doenças como maneiras de aprendizado, o Espiritismo é uma delas. Na visão espírita a saúde e a doença estão relacionadas à reencarnação, ao livre-arbítrio, à lei de ação e reação e à estrutura do perispírito, sendo fatores e/ou situações fundamentais para as causas das doenças.

Para o Espiritismo a estrutura do corpo, construído a partir dos fluidos emitidos pelo pensamento, derivado das ações e compreendido na tríade corpo/perispírito/espírito, revela a justiça Divina. O perispírito reflete ações e pensamentos, mostra o distanciamento da pessoa em relação as leis de Deus e isso se revela na forma de doenças.

O processo Saúde-Doença assim, se aproxima do pensamento existente no passado longínquo em que saúde é dádiva e doença punição, mas também do conceito de saúde da Organização Mundial de Saúde (OMS), sendo “um estado dinâmico e completo de bem-estar físico, mental, espiritual e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade”. (1)

Na busca por esclarecimento, a ciência vem trabalhando há muitos anos na investigação do impacto da espiritualidade na qualidade de vida, bem-estar e saúde das pessoas. Alguns estudos já revelam que 75% das pessoas com maior tempo de vida são religiosas, e elas vivem sete anos a mais que as não religiosas. As pessoas religiosas também utilizam menos o serviço de saúde, e quando precisam de intervenção hospitalar, reduzem em mais de seis dias por ano o tempo de internação. (2)

No livro A Arte Médica e o Espiritismo (3), aborda também aspectos do processo saúde-doença pela visão espírita, esclarecendo o processo histórico-filosófico da medicina, bem como a trajetória das Associações Médicas Espíritas no Brasil, e por fim sistematiza entrevistas realizadas com médicos e psicólogos espíritas, que orientam como o corpo pode funcionar como uma espécie de mata-borrão, explanando sobre as doenças genéticas, as questões da obsessão e de outras possibilidades de adoecimento.

Na perspectiva espírita, sempre os fatos estão relacionados a responsabilidade de cada pessoa em relação a sua própria vida e de sua saúde, sendo que isso ocorre desde o planejamento para reencarnação aqui na Terra. Nessa mesma premissa vem a responsabilização para os processos de terapêutica e cura.

Para concluir, podemos lembrar da mensagem de Emmanuel psicografado por Chico Xavier, esclarecendo que:

A saúde humana nunca será o produto de comprimidos, de anestésicos, de soros, [...]. O homem terá de voltar os seus olhos para a terapêutica natural que reside em si mesmo, na sua personalidade e no seu ambiente. (3)

 

Luz e paz a todos!

 

Eliane Garcia Rezende

([email protected])

 

 

Centro Espírita Bezerra de Menezes

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

Reuniões Públicas às terças feiras às 20hs e às quintas feiras às 19:30hs.

Aos sábados: Evangelização infantil e Escola de pais às 09:30hs; às 17h Campanha do Quilo e às 18:30hs Mocidade espírita.

Referências:

 

  1. Organização Mundial de Saúde, 1999.
  2. Rezende, E. G.  A Arte Médica e o Espiritismo.
  3. Rezende, E. G.  A Arte Médica e o Espiritismo.
  4. Xavier, F. C. Emmanuel: A saúde humana. 1938, pág. 59.

Fonte da imagem: Livro: A Arte Médica e o Espiritismo

Colunista
CENTRO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

VEJA TAMBÉM