• 11/08/2022
27 Junho 2022 às 10h02

QUAL, DENTRE OS VÍCIOS, PODE SER CONSIDERADO O MAIS RADICAL NA VISÃO DOS ESPÍRITOS?

Ensinam-nos os Benfeitores Espirituais, na questão 913 de “O Livro dos Espíritos” que o egoísmo é o vício mais radical e que dele deriva todo o mal. Relatam eles:

 

Estudai todos os vícios e vereis que no fundo de todos existe egoísmo. Quem nesta vida quiser se aproximar da perfeição moral deve extirpar do seu coração todo sentimento de egoísmo porque é incompatível com a justiça, o amor e a caridade: ele neutraliza todas as outras qualidades. [i]

 

É necessário extirpar o egoísmo que existe em nós e substituí-lo pela prática do amor e da caridade.

 

A obra de Kardec - O Evangelho Segundo Espiritismo, em seu capítulo XV, intitulado como ‘Fora da Caridade não há salvação’, responde ao nosso questionamento nos dizendo:

Toda a moral de Jesus se resume na caridade e na humildade, isto é, nas duas virtudes contrárias ao egoísmo e ao orgulho. [ii]

 

Ainda complementa essa mesma fonte:

Jesus não faz, pois, da caridade, uma das condições para a salvação, mas a única condição. Se outras houvessem a serem cumpridas, ele teria dito. Se ele coloca a caridade em primeiro lugar dentre as virtudes, é que ela implicitamente abrange todas as outras: a humildade, a brandura, a benevolência, a indulgência, a justiça, etc., e porque é a negação absoluta do orgulho e do egoísmo. [iii]

 

Ocorre que os vícios morais, tais como o egoísmo, a inveja, o ódio, o orgulho, onde os pensamentos e os sentimentos são tão excessivos, que não podem ser controlados, e, esse desequilíbrio atrai energias negativas provocando uma auto intoxicação fluídica que, quando absorvido pelo organismo, cria um campo energético propício para a instalação de enfermidades, por causar fragilidade aos órgãos físicos e abrir as portas para aquelas doenças chamadas psicossomáticas.

 

O orgulho, segundo o dicionário Aurélio, é um sentimento de dignidade pessoal, de conceito exagerado de si mesmo, surge quando tomamos uma decisão pensando somente em nós mesmo, ou quando pensamos que somos superiores aos outros.

 

O orgulho é o terrível adversário da humildade

 

A doutrina espírita nos ensina que este sentimento é um grande inimigo para a nossa evolução espiritual. Allan Kardec, através dos espíritos superiores, no livro ‘O Evangelho Segundo o Espiritismo’, relata o seguinte:

 

Quando o orgulho atinge o seu extremo, é indício de uma próxima queda, pois Deus pune sempre os soberbos. [iv]

Sede generosos e caridosos, sem ostentação. Quer dizer: fazei o bem com humildade. Que cada um vá demolindo aos poucos os altares elevados ao orgulho. [v]

 

Para trabalhar o orgulho e o egoísmo enraizados no ser humano, sentimentos que alimentam ilusões a respeito da vida, é preciso mudança de comportamento, mudando pensamento e atitude, buscando sempre a virtude da humildade.

 

Assim, quando perceber que o orgulho está invadindo o seu coração, pense que você não precisa provar nada a ninguém e nem para si mesmo. A partir deste momento você irá passar a agir sem a chamada soberba de estar sempre certo.

 

Apenas se conquista a humildade, a partir do momento em que que se vence o orgulho, primeiro reconhecendo o próprio vício. Com humildade é possível ajudar o próximo mais naturalmente e com boa vontade.

 

Ainda na obra: ‘O Evangelho Segundo o Espiritismo’, o Espírito Luiz fala que a humildade se manifesta nos brandos de coração.

Que a caridade e a humildade, enfim, essas duas irmãs que se dão às mãos, são os títulos mais eficazes para obter-se a graça diante do Eterno. [vi]

 

Dentro do lar se tem as ferramentas para vencer o egoísmo.

 

Deus, Nosso Pai amoroso, conhecendo profundamente a fragilidade de seus filhos e os perigos que o egoísmo oferece para o nosso progresso, criou um mecanismo para nos auxiliar a combatê-lo: DEUS criou a FAMÍLIA, onde a proximidade física e os laços de afetividade trabalham na destruição deste vício.

 

Cada existência é sempre mais um degrau a caminho da perfeição, cada vez o Espírito busca desapegar das coisas que envolvem a matéria, se depurando e procurando aprimorar-se nos bens espirituais, seu verdadeiro patrimônio, que permanece além da morte física. Pode passar por inúmeras existências corporais, quanto mais depurado, menor será o sofrimento fruto do egoísmo e das más inclinações.

 

Elena Maria Garcia Rezende Leão - [email protected]

Centro Espírita Bezerra de Menezes

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

Reuniões públicas às terças feiras às 20hs e às quintas feiras às 19:30hs.

Aos sábados, evangelização infantil e escola de pais às 09:30hs; às 18:30hs, mocidade espírita.

 

[i] KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Questão nº 913.

[ii] KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Capítulo XV: Fora da caridade não há salvação.

[iii] KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Capítulo XV: Fora da caridade não há salvação.

[iv] KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo.

[v] KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo - LACORDAIRE - Constantina, 1863.

[vi] KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo.

Fonte da imagem: Disponível em https://pixabay.com/pt/photos/joaninha-flor-prado-natureza-flora-7273814/ Acesso em 26/06/2022.

Colunista
CENTRO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

VEJA TAMBÉM

Alegria x Felicidade

13h26 08 Agosto 2022