• 11/08/2022
27 Maio 2022 às 11h27
Fonte de Informação: Da Redação - Cecília Calixto

Funcionários da Santa Casa de Arcos se manifestam para reivindicar o pagamento dos salários

Em entrevista ao Portal Arcos, os profissionais disseram que já estão há quase dois meses sem receber

Hoje (27) pela manhã, alguns profissionais da Santa Casa de Arcos iniciaram uma manifestação. Primeiramente, eles se reuniram em frente a Santa Casa e depois se concentraram na Praça Olívio Vieira de Faria (Praça do Vivi), com o intuito de reivindicar o pagamento dos salários que já estão atrasados há quase dois meses.

A reportagem do Portal Arcos esteve presente para conversar com os profissionais e saber um pouco melhor sobre o que motivou a manifestação.

Inicialmente, uma das funcionárias que estava na manifestação, e que preferiu não se identificar, esclareceu que os profissionais presentes estavam de folga e não em seus horários de trabalho. Os profissionais estavam fazendo uma manifestação pacífica e contavam com a presença de um advogado.

“O Dr. Ricardo já foi colega de trabalho e ele entrou simplesmente para nos ajudar e iniciar um diálogo entre as duas partes. Estamos fazendo aqui uma manifestação pacífica e enquanto nós não tivermos uma manifestação da administração nós iremos continuar, se necessário até mesmo com uma greve. Mas, até então, é apenas uma manifestação pequena e esperamos bons resultados, esperamos um retorno”.

 

“A maioria dos funcionários estão sem receber, tirando é claro os cargos mais elevados que sempre recebem”.

Essa foi uma das afirmações de outra profissional que conversou com a nossa equipe durante a manifestação – ela também preferiu não se identificar. Ela comentou que a manifestação era uma forma dos profissionais reivindicarem o pagamento do salário que estava sendo realizado com atraso há um bom tempo.

“Hoje está sendo uma forma de manifestação do pessoal da enfermagem e de outros os profissionais da Santa Casa, sobre o que vem acontecendo há muito tempo, que é a questão do salário atrasado e de muitas leis que não são cumpridas dentro da instituição que a gente trabalha”.

Ela também ressaltou que, o que mais deixa os profissionais chateados é o fato de que durante a pandemia da Covid-19 a equipe da enfermagem foi uma das que mais trabalhou e se empenhou, houve cansaço físico e mental devido aos vários problemas vivenciados na época, porém, mesmo com tanto trabalho elas não receberam nada em troca.

“Já são dois meses que estamos com o salário atrasado. E lá nós não fazemos só o serviço de enfermagem ou técnico de enfermagem – ou seja qual for a profissão – nós fazemos mais do que isso, nós cuidamos da vida de uma pessoa, nós cuidamos do amor de alguém”.

A funcionária comentou que a enfermagem nunca foi valorizada e que os profissionais não recebem mais que R$1.500,00: “É um salário muito baixo, então nós queríamos o direito de estar recebendo em dia, de receber o pouco que a gente já recebe. Muitas pessoas ali são chefes de família, são pessoas que sustentam suas casas sozinhas, muitos têm que colocar um arroz e feijão na mesa e têm que fazer o papel de pai e mãe. Então a manifestação é para isso”.

Segundo esta profissional, devido ao atraso no pagamento dos salários, nos últimos meses mais de dez profissionais saíram da Santa Casa. “A partir do momento em que você trabalha, mas, não recebe, a única opção que você tem é pedir para sair e procurar outro emprego. Então foram mais de 10 funcionários nos últimos meses por causa de atraso e não foi dada nenhuma satisfação para a gente, não foi conversado, eles não dão nenhum aviso prévio”.

Ela também comentou que, quando acontecem os atrasos os profissionais tentam conversar e questionar, mas é algo que não funciona: “A gente pergunta, a gente fala, a gente questiona e muitas das vezes, ou não temos resposta ou eles nos mandam procurar o RH da Santa Casa, só que ninguém dá uma satisfação. Eu não sei para eles, mas, para nós o dinheiro não está caindo e muitos técnicos de enfermagem e enfermeiros têm que trabalhar em dois serviços porque o salário é pouco”.

“Então o que queremos é o nosso salário em dia, é pouco, mas, nós trabalhamos para isso, pois, desde o momento em que saímos da nossa casa nós saímos para cuidar de uma vida, então, a nossa responsabilidade é muito grande”, finalizou.

 

Resposta da Santa Casa de Arcos

A reportagem do Portal Arcos entrou em contato com a Santa Casa e abriu espaço para que os responsáveis pela instituição se manifestassem sobre o caso.

Em retorno, foi nos informado o seguinte:

“A Santa Casa de Arcos teve seus salários atrasados porque o atual tesoureiro, optou há uns 2 meses e meio a não assinar documentos bancários (empréstimo). Tão logo [o tesoureiro] saia, no próximo dia 31/05 a situação será normalizada, com o novo tesoureiro . Informo também que este atraso não tem nenhuma relação com repasse da prefeitura. A subvenção da prefeitura para a Santa Casa de Arcos, embora seja um valor muito abaixo do necessário, está em dia. A Santa Casa de Arcos agradece ao legislativo, executivo e judiciário pelo apoio neste momento”.

VEJA TAMBÉM

Alegria x Felicidade

13h26 08 Agosto 2022