Notícia

Arcos 04 Novembro 2021 Por Geraldo Ló

Moral, Ética e Donizete Bernardes


Compartilhe:

Foto: Geraldo Ló

No antigo Colégio Comercial Arcoense, uma das matérias ministradas pelo promotor Dr. Júlio César Paraguassú era denominada Ética, Moral e Cívica e não esqueci o que aprendi.


A preeminência da pessoa se dá na medida em que é nela e por ela, exclusivamente, que se podem e devem realizar os valores supremos.


O ideal de convivência que, transcendendo a busca do bem-estar, permite construir uma sociedade onde todos, e reafirmo todos, e cada um tenham condições de plena realização de suas potencialidades como pessoa e de conscientização e prática de valores éticos, morais e espirituais.


É necessário reconhecer que o exercício da arte da política exige esforço constante no sentido de conciliar os valores que devem orientar decisões pessoais, com aqueles que melhor atendam com efetividade a sua participação política na comunidade. 


Existe relação entre ações políticas e as exigências éticas, pois estas ações políticas devem pautar pelos valores que inspiram a vida social que com muita ética defende o bem comum, as artes e as ciências.
Neste contexto quero inserir meu antigo amigo da APAE Donizete Bernardes, que nas jornadas em levar as crianças de Arcos, para apresentarem a arte da dança em BH, no Barroca Tênis Clube, na Casa Cor e outros eventos culturais, sempre fomos parceiros e com muita ética procuramos representar a cidade de Arcos e valorizar as crianças especiais da nossa cidade.

Geraldo Ló


Geraldo Ló

COMENTÁRIOS