• 25/05/2024
25 Março 2024 às 07h25
Fonte de Informação: Da Redação: Nicole Patrícia

Caminhada da Cruz acontece no próximo dia 29

Acontece nesta semana, na madrugada do dia 29 (de quinta para sexta-feira), a tradicional Caminhada da Cruz promovida pelo Movimento de Cursilhos de Cristandade de Arcos (MCC) apoiado pela Paróquia de Santa Rita de Cássia. Este é o nono ano do evento que vai do Parque de Exposição Plácido Ribeiro Vaz até a Igreja de Santa Rita, no bairro Floresta.

Durante o trajeto acontecem paradas para as orações das 14 Estações da Via Sacra e aquele que quiser carregar a cruz poderá fazê-lo.

A saída está programada para as 3h15 do portão principal do Parque de Exposições sentido a Avenida Magalhães Pinto. Em seguida a romaria seguirá a esquerda para a rua Julião de Carvalho até a avenida JK. O percurso continuará pela rua do Rosário até a Avenida Governador Valadares onde seguirá até a Praça Olívio Vieira de Faria (Praça do Vivi). De lá, descerá a rua Jarbas Ferreira Pires até a Praça da Matriz de Nossa Senhora do Carmo. Seguirá pela Avenida Dr. Olinto Fonseca, a rua Professor Francisco Fernandes; subirá a avenida Prefeito Zizo, entrará a esquerda na rua dos Tupis, seguindo, então, até a Igreja de Santa Rita.

Os fiéis receberão água, mas é aconselhado que cada um leve sua própria garrafa.

O significado da Via Sacra

Segundo a explicação do Bispo Dom Estevão Bettencourt, disponível no site de Formação Canção Nova, “Via-Sacra é um exercício de piedade em que os fiéis percorrem mentalmente o caminho de Jesus Cristo, do Pretório de Pilatos até o monte Calvário. Esse exercício muito antigo, que remonta os primeiros séculos da Igreja Católica, tomou forma com o tempo, até a Via-Sacra, como conhecemos em nossos dias.”

É um momento em que os fiéis têm a oportunidade de refletir sobre a sofrimento de Jesus até a sua crucificação para a salvação da Humanidade.

Desde os primeiros tempos, os fiéis viajavam até a Palestina para visitar os lugares santos, onde morreu e foi glorificado Jesus Cristo. E com o aumento de construções de capelas e monumentos que representam esses lugares santos, no tempo das Cruzadas (século XI-XIII), aqueles que não podem fazer essas viagens, conseguem, até os dias atuais, experienciar em sua representação a espiritualidade desses locais.

As 14 Estações

As 14 Estações representam os momentos importantes que Jesus passou desde a sua condenação à morte por Pôncio Pilatos até o seu sepultamento:

1ª - Jesus é condenado à morte;

2ª - Jesus carrega a cruz;

3ª - Jesus cai pela primeira vez;

4ª - Jesus encontra sua mãe;

5ª - Simão Cireneu ajuda Jesus a carregar a cruz;

6ª - Verônica enxuga o rosto de Jesus;

7ª - Jesus cai pela segunda vez;

8ª - Jesus encontra as mulheres de Jerusalém;

9ª - Jesus cai pela terceira vez;

10ª - Jesus é despojado de suas vestes;

11ª - Jesus é pregado na cruz;

12ª - Jesus morre na cruz;

13ª - Jesus é retirado da cruz e entregue a sua mãe;

14ª - Jesus é sepultado.

 

Fonte de pesquisa: Formação Canção Nova.

 

Fotos dos eventos passados:

 

 

 

VEJA TAMBÉM