• 17/06/2024
19 Dezembro 2023 às 09h48
Fonte de Informação: Da Redação: Nicole Patrícia

Arcos apresenta diminuição de 40% nos casos de crimes violentos em 2023

Além desta informação, sargento da Polícia Militar apresenta os dados de criminalidade de 2023 no município

De acordo com o Sargento Jonas Otaviano, Arcos termina mais esse ano com o título de “uma das mais seguras da região”; mantendo a média de ocorrências por ano que é de 5 a 6 mil registros. “Hoje, graças ao comprometimento dos militares que aqui servem, aliado à eficaz filosofia do Comando, Arcos ainda figura entre as cidades com os melhores índices criminais da 7ª Região PM”, afirma.

Foram registrados em 2023 15 casos de crimes violentos, que, nas palavras do servidor, são aqueles que causam mais impacto e comoção social (roubo a mão armada, homicídio, estupro, sequestro, extorsão). Dentre esses, nove tiveram a prisão imediata declarada pela Polícia Militar. Em 2022 foram 25 registros do mesmo, o que indica uma queda de 40% de ocorrências.

No número de furtos também houve queda. Foram registrados 330 até o momento da entrevista para 356 em 2022.

 

Violência contra a mulher

No caso de ocorrências quanto a violência contra a mulher, o sargento relata que infelizmente estas são corriqueiras, mas que a “ação da polícia é eficaz”: “Temos sempre pronta resposta com prisão do autor e afastamento do lar depois da decisão judicial por meio da medida protetiva”. Ele acrescenta que a PM tem um portifólio de serviço que visa o acompanhamento da vítima, com visitas tranquilizadoras a ela feitas pela mesma equipe que atendeu à ocorrência.

 

Infanticídio marca negativamente o ano

O sargento citou como a mais impactante ocorrência o infanticídio seguido de suicídio no bairro Calcita, em junho. Na ocasião, uma mulher de 21 anos matou o filho, de 4 anos, e se matou em seguida. No local foi encontrada uma carta com palavras desconexas relatando dívidas e o medo de ser presa. “É um tipo de crime cuja prevenção policial fica prejudicada por se tratar de uma questão familiar”, comenta.

 

Projetos executados pela PM

Visando a prevenção e não apenas a repreensão, Sargento Jonas destacou a execução do projeto Patrulha Escolar, que trata do patrulhamento diário nos arredores das escolas, especialmente naqueles horários de entrada e saída de alunos.

Falou também do Cinturão Rural que fora implantado nos municípios de Arcos e Iguatama. O projeto tem a finalidade de ofertar mais segurança ao homem do campo e familiares por meio de um patrulhamento constante pela zona rural.

 

Olho Vivo

A implantação do Olho Vivo também foi citada. Idealizado em meados de 2010 e pioneiro nesse tipo de tecnologia, desde sua inauguração, em 2013, tem servido de modelo para diversas cidades que o vem implantando.

“O último projeto de ampliação do OLHO VIVO em Arcos conta com 16 câmeras de monitoramento e 03 de leitores automáticos de placas de veículos. Destas, 05 já foram instaladas e temos a expectativa das demais também serem até o mês de janeiro de 2024”, ressalta.

 

Dificuldades

O baixo número de policiais nas ruas foi a maior dificuldade enfrentada pela PM apontada pelo Sargento. De acordo com ele, muitos saíram para a reserva (inatividade), mas há o não preenchimento das vagas através de concursos.

E diante dos trabalhos efetuados pela PM no município, Sargento Jonas faz uma recomendação: “Pedimos à população que continue a confiar na sua Polícia Militar, auxiliando com as denúncias (anônimas ou não)”, finaliza.

A análise desses dados pode servir como base para aprimorar estratégias de segurança e fortalecer a resistência da população quanto a possíveis ameaças.

VEJA TAMBÉM

Principais ocorrências policiais dos últimos dias

O fim de semana foi marcado pelo registro de 04 ocorrências de destaque em Arcos.

10h52 17 Junho 2024