• 17/06/2024
22 Agosto 2022 às 12h46

Espírito e Matéria

Em uma das obras básicas do Espiritismo, O Livro dos Espíritos(1), aprendemos que o objetivo central da encarnação é chegar à perfeição, ou seja, nós, Espíritos, só conseguiremos esse feito, através da experiência da carne, vivendo na matéria inúmeras vezes e enfrentando todas as tribulações da experiência corporal.

 

Nesta perspectiva, teçamos algumas reflexões a partir das indagações de Arthur Valadares(2), expositor e palestrante espírita, sobre o tema:“O quanto estamos aproveitando a experiência carnal? O quanto temos aprendido o que viemos aqui fazer? O que estamos semeando é transitório ou perene? Como estamos utilizando os recursos que nos foram ofertados? Para qual lado estamos pendendo mais? O que esperar após a morte do corpo?”

 

A espiritualidade nos esclarece na questão 22 de O Livro dos Espíritos, que “a matéria é o laço que retém o espírito; é instrumento de que ele se serve, e ao mesmo tempo, sobre o qual exerce sua ação” (3). Sendo assim, podemos afirmar que todos nós já passamos e ainda passaremos pela matéria, já que somos espíritos imortais. Daí a importância de aproveitarmos de tudo que Deus nos oferta nesta existência e em outras, para trilharmos um caminho em direção à evolução do espírito, que é o mais essencial.

 

Assim nos ensinam os espíritos de luz:

 

O espírito encarnado está sob a influência da matéria; o homem que supera essa influência pela elevação e depuração de sua alma, aproxima-se dos bons Espíritos com os quais estará um dia. Aquele que se deixa dominar pelas más paixões e coloca toda sua alegria na satisfação dos apetites grosseiros, aproxima-se dos Espíritos impuros, dando preponderância à natureza animal. (...) Eles nos ensinam que o egoísmo, o orgulho, a sensualidade das paixões que nos aproximam da natureza animal e nos prendem à matéria; que o homem que desde este mundo, desliga-se da matéria pelo desprezo das futilidades mundanas e, pelo amor ao próximo, aproxima-se da natureza espiritual; que cada um de nós deve se tornar útil segundo suas faculdades e os meios que Deus colocou entre suas mãos para prová-lo (...).(4)

 

Sendo assim, meus irmãos, busquemos purificar nossas emoções. Não deixemos que a matéria e suas paixões inferiores predominem sobre o nosso espírito, e muito menos as emoções ruins – raiva, ódio, tristeza, mágoa, inveja, orgulho, vaidade, ciúme – nos habitem ou permaneçam em nós, almejando um futuro mais edificante.

 

Termos a certeza de que somos algo além da matéria e que fomos criados imortais, acalma as dores da alma fazendo-nos refletir em um horizonte infinito e cheio de perspectivas. Devemos acreditar na potência que há em nós de sermos seres espirituais além de seres materiais, lapidando-nos por dentro.

 

Quem vive pelo espírito almeja outros horizontes, compreende melhor às vicissitudes da vida, trabalhando para melhorar-se; não se inquieta pela colheita, pois sabe o que semeia. (5)

 

 

Muita luz e paz a todos!

 

Iara Diniz

([email protected])

 

Centro Espírita Bezerra de Menezes

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

Reuniões públicas às terças feiras às 20hs e às quintas feiras às 19:30hs.

Aos sábados, evangelização infantil e escola de pais às 09:30hs; às 18:30hs, mocidade espírita.

_________________________________________________________

Referências:

  1. KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Questão 132.
  2. VALADARES, Artur. Palestra acessada em 09/08: https://www.youtube.com/watch?v=73wtaiWm5M0
  3. KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Questão 22b.
  4. KARDEC, Allan. O Livro dos Espíritos. Introdução.
  5. VALADARES, Artur. Palestra acessada em 09/08: https://www.youtube.com/watch?v=73wtaiWm5M0

Fonte da imagem: Disponível em https://pixabay.com/ Acesso em 21/08/2022.

 

 

 

 

 

 

Colunista
CENTRO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

VEJA TAMBÉM

Principais ocorrências policiais dos últimos dias

O fim de semana foi marcado pelo registro de 04 ocorrências de destaque em Arcos.

10h52 17 Junho 2024