• 10/08/2022
25 Julho 2022 às 19h44

Conheça a história do arcoense Maestro João Fernandes

No último sábado (16) faleceu o nosso querido Maestro João Fernandes. Dia esse que também se comemorava o aniversário da cidade, uma data que sempre foi tida com carinho e celebração pelo maestro, que sempre se apresentava com a corporação Musical Nossa Senhora do Carmo. O Maestro fez história na cidade de Arcos e encantou públicos por onde se apresentou. A cidade de Arcos se despede com muito carinho. Em sua memória lembraremos um pouco de sua trajetória.


João Fernandes nasceu na cidade de Formiga no dia 27 de Agosto de 1942, onde morou até os 19 anos. E desde muito jovem sonhava em estudar música. E este sonho deu início, com a mudança de sua família para a cidade de Belo Horizonte, em 1961. Neste mesmo ano, iniciou aulas particulares de música com o professor e concertista Antônio Joaquim Cote.  


O sonho de ser músico começou a dar passos importantes e em 1980, o Maestro João se apresentou como instrumentista em um concerto de violão clássico no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, na sala Humberto Mauro.  E desde então não parou mais de encantar plateias!


Ao longo de sua vida teve a profissão de Ourives e relojoeiro, profissão essa passada pelo seu irmão Orestes Fernandes, que ensinou seus conhecimentos. E assim aprendeu a consertar relógios também aos 10 anos de idade. Uma curiosidade é que, o relógio da Igreja Matriz era ajustado e consertado por suas mãos, desde a sua chegada a Arcos.


 O Maestro chegou na cidade de Arcos na década de oitenta, e desde então demonstrava muito amor pela cidade e pelo desenvolvimento da mesma. Lembrava que quando chegou a Arcos, tudo ainda era mato, e fez suas raízes e criou sua família por aqui, acompanhando orgulhoso cada vez que a cidade crescia mais um pouco.


Em 1985, assumiu o cargo de professor e maestro da Corporação Musical Nossa Senhora do Carmo, onde fez história por 28 anos. E nesse período levou a banda de nossa cidade para muitos eventos de músicas autorais e encontros de bandas. Conheceu muitos lugares e fez muitos amigos. O Maestro se orgulhava muito por levar o nome de Arcos por diversas cidades, com as suas músicas e alunos, que se tornaram amigos de uma vida toda.
Em meio a várias partituras, claves de sol e notas musicais, o seu amor pela música, dava vida a suas músicas autorais também. Entre estas o hino da Escola Vera Lúcia Paraíso, e músicas como :


Dobrado Cleber Gonçalves Resende
Dobrado Newton de Castro (Gibi-Pains)
Dobrado Corporação Musical N. S.  do Carmo
Dobrado  Município de Arcos
Minueto D. Leopoldina
Dobrado São Judas Tadeu
Dobrado Centelhas Melódicas


Além das suas músicas autorais, o Maestro João deixa um legado belíssimo em ensinamentos. Aos alunos e todos aqueles que com ele conviveram. A cidade de Arcos agradece o trabalho maravilhoso, nesses 28 anos, que fez história e marcou a nossa cidade com o seu talento, inteligência e carisma. De forma muito especial, o nosso muito obrigado Maestro João.

VEJA TAMBÉM

Alegria x Felicidade

13h26 08 Agosto 2022