• 28/06/2022
13 Junho 2022 às 10h11

MORTE

Fonte - icodeminasxavier.com.br

 

O que é a morte? Por que este assunto ainda é um tabu? Estamos preparados para a própria morte ou de entes queridos? O que ainda fazemos ou não fazemos para sofrer mais ou menos quando da eminência da própria morte e a morte de entes queridos?

 

Morte (do termo latino mors), óbito (do termo latino obitu), falecimento (falecer+mento), passamento (passar+mento), ou ainda desencarne (deixar a carne), são sinônimos usados para se referir ao processo irreversível do cessamento das atividades biológicas necessárias à caracterização e manutenção da vida em um sistema orgânico.” [i]

 

“Os processos que se seguem à morte (post mortem) geralmente são os que levam à decomposição dos sistemas. Sob condições ambientais específicas, processos distintos podem segui-la, a exemplo, aqueles que levam à mumificação natural ou a fossilização de organismos. A morte encefálica às vezes é usada como uma definição legal de morte.” [ii]

 

“É um processo universal e inevitável que eventualmente ocorre com todos os organismos vivos. O termo "morte" é geralmente aplicado a organismos inteiros; o processo semelhante observado em componentes individuais de um organismo vivo, como células ou tecidos, é a necrose. A morte faz-se notória e ganha destaque especial ao ocorrer em seres humanos. Todas as crenças e doutrinas espiritualistas e diversas culturas e em tempos históricos acreditam em vida após a morte.” [iii]

 

“Muitas culturas e religiões têm a ideia de uma vida após a morte e também têm a ideia de julgamento de suas boas e más ações (céuinfernocarma). Existem diversas concepções sobre o destino da consciência após a morte, como as crenças na ressurreição (religiões abraâmicas), na reencarnação (religiões ocidentaisespiritismo e etc.).” [iv]

 

“As cerimônias de luto e práticas funerárias são variadas. Os restos mortais de uma pessoa, comumente chamados de cadáver ou corpo, são geralmente enterrados ou cremados. A forma de disposição mortuária pode, contudo, variar significativamente de cultura para cultura.” [v]

 

E "conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" (João 8:32), nos assevera que somente o entendimento do que realmente é a morte, é que conseguiremos entender e fazer com que este tema deixe de ser um tabu e passe a ser um tema comum, como realmente o é. A preparação para a própria morte e a aceitação da morte de entes queridos inegavelmente passa por este entendimento, primeiramente entendermos que a morte na plenitude de sua palavra não existe, o que existe é o término de um ciclo e o início de outro, que acontece durante toda nossa imortalidade (início e sem fim), centenas e milhares de vezes, o quanto necessário para o nosso aprimoramento moral, buscando sempre a perfeição relativa.

 

Este entendimento é que nos leva a esta preparação, sabendo-se que esta preparação é um exercício contínuo e diário, fazendo com que dia a dia está preparação, com certeza, fará de nós pessoas/espíritos melhores, sabendo que cada pensamento, cada palavra e cada ação, sempre voltada para o bem, nos credencia para uma vida melhor.

 

Nos faz lembrar do diálogo entre Paulo de Tarso e sua amada Abigail, quando a mesma lhe orienta que nesta vida para termos sempre ânimo e nos preparar cada vez mais para os ciclos reencarnatórios que ainda temos no nosso caminho, é necessário: Ama, Trabalha, Espera, Perdoa (do Livro Paulo e Estevão).

 

Esta é uma bela orientação, juntamente com o entendimento da morte, como realmente é, como ocorre, porque ocorre e principalmente seu objetivo, tudo isto, aliado a prática constante destes conhecimentos, com certeza, desmitificamos e quebramos este tabu que é o assunto morte.

 

O sofrimento ainda, quando pensamos na própria morte, nos remete ao materialismo que ainda domina a nossa alma, o apego as coisas materiais. Quando é a morte de entes queridos, sofremos muito, escancarando em nós, o egoísmo, que além da manifestação de nossa falta de entendimento, em não entendermos que a morte é o final de um ciclo ainda necessário para a evolução de todos nós que ainda estagiamos neste orbe, com exceção dos Espíritos de luz que constantemente vêm aqui encarnados com a missão de alavancar não somente o progresso material, mas principalmente o progresso moral, principalmente nestes tempos de transição, passagem do mundo de provas e expiação para um mundo de regeneração.

 

Orientações para que possamos nos preparar para a própria morte e aceitação de forma raciocinada, também da morte de entes queridos: estudar obras básicas e obras subsidiárias, assistir palestras e principalmente colocar em prática estes ensinamentos. É de fundamental importância que compreendamos os itens: Deus, Jesus, Espírito, períspirito, evolução, livre arbítrio, causa e efeito, reencarnação, pluralidade dos mundos habitados, imortalidade da alma, plano espiritual, mediunidade, influência dos Espíritos em nossas vidas e ação dos Espíritos na natureza, pilares da doutrina considerada pelos espíritas, top de linha, pois, sua base é ciência, filosofia e religião.

 

Afrânio Martins da Silva Filho – [email protected]

 

Centro Espírita Bezerra de Menezes

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

Reuniões públicas às terças feiras às 20hs e às quintas feiras às 19:30hs.

Aos sábados, evangelização infantil e escola de pais às 09:30hs; às 18:30hs, mocidade espírita.

 

[i] Disponível em: https://oquee.space/morte/#:~:text=Morte%20(do%20termo%20latino%20mors,da%20vida%20em%20um%20sistema Acesso em 12/06/2022.

[ii] Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Morte Acesso em 12/06/2022.

[iii] Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Morte#:~:text=%C3%89%20um%20processo%20universal%20e,ou%20tecidos%2C%20%C3%A9%20a%20necrose. Acesso em 12/06/2022.

[iv] Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Morte Acesso em 12/06/2022.

[v] Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Morte Acesso em 12/06/2022.

Fonte da imagem: https://pixabay.com/pt/photos/nuvens-panorama-al%c3%a9m-para%c3%adso-2709662/ Acesso em: 12/06/2022.

Colunista
CENTRO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

VEJA TAMBÉM

Bombeiros combatem incêndio em ônibus na Rodoviária de Arcos

Foram aproximadamente três horas de prazo, entre combate às chamas, rescaldo e coleta de dados e informações, e com o uso de cerca de 5.000 litros de água

09h33 28 Junho 2022

Obituário

FALECIDO EM: 22/06/2022
Sueli Maria Rodrigues
FALECIDO EM: 21/06/2022
Catarina Pereira de Oliveira
FALECIDO EM: 21/06/2022
Carmem Silva Leal
FALECIDO EM: 21/06/2022
Lúcia Teixeira Veloso
FALECIDO EM: 20/06/2022
Cláudio Rosa
FALECIDO EM: 19/06/2022
Maria Aparecida Gonçalves Amaral