• 28/06/2022
30 Maio 2022 às 12h32

Oração em família

 

 

 

Jesus assevera que “onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mt, 18:20) e nesta tirinha(1) genial, o cartunista Maurício de Sousa demonstra a eficácia da oração, quando Cebolinha, ao orar em agradecimento pela refeição atrai para seu lar a presença do Anjinho. A expressão de espanto dos pais do garoto também é outra realidade: muitas pessoas que se dizem cristãs não entendem o mecanismo da prece; e pior, lamentavelmente, não utilizam desse admirável recurso em seus lares.

 

Muitos afirmam que não adianta fazer preces, pois Deus, sendo Onipotente e Onisciente, já sabe tudo o que precisamos e o que acontecerá conosco. Aparentemente, pode ser um questionamento racional, porém, se acreditássemos que nossa vida é assim, seríamos como robôs levados pelo determinismo do destino. De fato, não podemos modificar certos rumos de nossa história através da prece, por estarem ligados à Lei de causa e efeito, mas podemos sim, atrair a proteção, os conselhos, o consolo e o amparo dos Espíritos superiores.

 

O Espiritismo explica o mecanismo de ação da prece e, especialmente, a prece em família, pois, reunidos pela comunhão dos pensamentos e dos sentimentos, os homens têm mais força para atrair a si os bons Espíritos(2) . E afirma ainda a benfeitora Thereza de Brito, que “luz inapagável passa a brilhar sobre o lar, onde perduram as vibrações da prece. Ondas permanentes de harmonia envolvem o ambiente familiar que instala o hábito salutar da oração”(3).

 

O mecanismo da prece se dá, segundo o Espiritismo, pelo “modo de transmissão do pensamento, que é levado pelo fluido universal, dentro do qual, todos os seres, encarnados e desencarnados, estão mergulhados, se estendendo ao infinito. Dirigido, pois, o pensamento para um ser qualquer, na Terra ou no espaço, de encarnado para desencarnado, ou vice-versa, uma corrente fluídica se estabelece entre um e outro, transmitindo de um ao outro o pensamento, sendo que, a energia da corrente guarda proporção com a do pensamento e da vontade.”(4) Desta forma, quando oramos, nossa prece é recebida pelos seres que trabalham para Deus para atender os homens em suas necessidades, embora estas necessidades nem sempre sejam aquelas que estão dentro das possibilidades da Lei de Deus.

 

A oração em família, pela força agregadora de bênçãos que atrai para o lar, é muito incentivada pelo Espiritismo. Recomenda-se uma reunião familiar regular, em geral uma vez por semana, no mesmo horário, momento em que os participantes vão estudar páginas evangélicas e mensagens edificantes ligando-se às faixas luminosas do diálogo com Deus, para absorver do Mundo Invisível as mais profundas luzes e recursos a fim de sustentá-los nos embates naturais da luta, mantendo assim, a paz e o equilíbrio no relacionamento entre membros da família.

 

Amigos leitores, não se esqueçam dessa bênção à disposição de todos. Sem custos, sem sofrimento, sem perda de tempo, um recurso que Deus dispensa a todos os Seus filhos sem distinção de absolutamente nada. Uma verdadeira vacina e ao mesmo tempo um santo remédio contra a loucura. Todos podem fazer!  

 

Muita paz a todos!

Ana Dulce Pamplona Frade

[email protected]

 

 

 

Centro Espírita Bezerra de Menezes

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

Reuniões públicas às terças feiras às 20hs e às quintas feiras às 19:30hs.

Aos sábados, evangelização infantil e escola de pais às 09:30hs; às 18:30hs, mocidade espírita.

 

 

(1) Maurício de Souza, Internet

(2) O Livro dos Espíritos, q. 656, Allan Kardec

(3) Vereda Familiar, cap. 25: Thereza de Brito (Espírito), médium Raul Teixeira

(4) O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. 27: 10, Allan Kardec

Fonte da imagem: https://pixabay.com/pt/photos/ora%c3%a7%c3%a3o-fam%c3%adlia-quimono-tradicional-6615124/ Acesso em 30/05/2022.

 

Colunista
CENTRO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

VEJA TAMBÉM

Bombeiros combatem incêndio em ônibus na Rodoviária de Arcos

Foram aproximadamente três horas de prazo, entre combate às chamas, rescaldo e coleta de dados e informações, e com o uso de cerca de 5.000 litros de água

09h33 28 Junho 2022

Obituário

FALECIDO EM: 22/06/2022
Sueli Maria Rodrigues
FALECIDO EM: 21/06/2022
Catarina Pereira de Oliveira
FALECIDO EM: 21/06/2022
Carmem Silva Leal
FALECIDO EM: 21/06/2022
Lúcia Teixeira Veloso
FALECIDO EM: 20/06/2022
Cláudio Rosa
FALECIDO EM: 19/06/2022
Maria Aparecida Gonçalves Amaral