• 17/05/2022
18 Abril 2022 às 10h03

A comunicabilidade dos Espíritos – Mediunidade

Todos nós somos médiuns, uns mais ostensivos e outros menos ostensivos, conforme nos diz: “nos últimos tempos, diz o Senhor, espalharei do meu Espírito por sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão; vossos jovens terão visões e vossos velhos terão sonhos. Nesses dias, espalharei do meu Espírito sobre os meus servidores e servidoras e eles profetizarão.” [i] (Atos 2,17-18; Joel 2,28-29).

 

A definição de médium que Kardec inseriu no item 159 de ‘O Livro dos Médiuns’: “todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium. Essa faculdade é inerente ao homem; não constitui, portanto, um privilégio exclusivo. Por isso mesmo, raras são as pessoas que dela não possuam alguns rudimentos.” [ii]

 

Sobre o fenômeno da mediunidade, veja-se:

 

A comunicabilidade dos espíritos com os encarnados não é um fato recente, mas,
antiguíssimo, com única diferença que no passado era apanágio (regalia), dos chamados iniciados e na atualidade, com o advento do espiritismo, tornou-se fenômeno generalizado
em todas as camadas sociais. A possibilidade dos Espíritos de se comunicarem é uma
questão muita bem estabelecida resultante de observações e experiências rigorosamente
realizadas por eminentes pesquisadores. (Apostila FEB)[iii]

 

A comunicabilidade entre os Espíritos, diga-se de passagem, encarnados e desencarnados, sempre foi observada em todos os tempos da humanidade, entre todas as doutrinas, orientais e ocidentais. 

 

Para os judeus, verificamos no velho testamento a apresentação oficial do Deus único, largamente difundida e consolidada por Moisés; para os espíritas, esta é considerada a 1ª revelação.

 

Na sequência, com o advento da vinda de Jesus, já no cristianismo, seguindo a linha didática trazida por Moises, veio complementar todos os ensinamentos com a popularização do Amor, uma segunda opção, além da lei de Talião: olho por olho, dente por dente.

 

Já com a vinda de Jesus é que se popularizou os ensinamentos de tais comunicações, não somente através da verbalização das palavras, mas, também, a comunicação através do corpo, chegando até a comunicação através, principalmente, do pensamento.

 

A partir desta época, iniciou-se o conhecimento amplamente estudado até hoje, mostrando-se que, através dos pensamentos carregados de sentimentos, por meio destas emanações lançadas no cosmo, alcançam-se pensamentos e sentimentos com esta mesma sintonia ou carga vibratória.

 

         O alcance destes pensamentos e sentimentos similares podem contribuir por ações, tanto para o bem quanto para o mal.

 

                                                                                  

 

Na passagem bíblica em que Jesus faz uso do verbo adultério: “eu, porém, vos digo, que qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, em seu coração, já cometeu adultério com ela” (Mateus 5:28)[iv], nos mostra que a comunicação é uma lei divina e que a qualidade deste pensamento com seus sentimentos dependem da sintonia de cada fonte emanada, no caso, do Espírito.

 

Ao pensarmos, criamos imagens em nossa volta, e, estabelecemos padrão de sintonia.

 

Quando comunicamos com palavras, corpo, e, principalmente pelos pensamentos e seus bons sentimentos, podemos auxiliar várias iniciativas filantrópicas ou alimentar tiranos sedentos de poder, pelo mundo afora.

 

À medida que a humanidade e principalmente os Espíritos vão evoluindo, esta comunicação, não somente pela fala, corpo, mas, principalmente pelo pensamento, vai se tornado cada vez melhor em sua qualidade, certamente pela própria evolução dos Espíritos, direcionando esta benção Divina, a comunicação, cada vez mais eficaz e certamente voltada cada vez mais para o bem.

 

Somente conquistaremos um mundo melhor quando nossas comunicações, seja qual for a forma, forem em sua maioria voltadas para o bem, manifestando com isto a lei do amor.

 

Nos Estados Unidos da América, foi apresentada a teoria do caos, (Edward Lorenz, 1969), teoria que dizia que "o bater de asas de uma borboleta no Brasil poderia causar um tornado nos Estados Unidos[v]", ou seja, veio reforçar o que a humanidade já sabia, nossos gestos, ações e pensamentos nos mostra que estamos todos interligados, nos comunicando e influenciando o mundo em que vivemos, seja para o bem ou para o mal.

 

https://medium.com/@eltonwade

 

Diante de tudo isto, devemos mais do que nunca vigiar todos os nossos falar, agir, e, principalmente pensar, para que possamos contribuir para um mundo melhor, esta é a nossa principal missão.

 

Afrânio Martins da Silva Filho

 

Centro Espírita Bezerra de Menezes

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

Reuniões públicas às terças feiras às 20hs e às quintas feiras às 19:30hs.

Aos sábados, evangelização infantil e escola de pais às 09:30hs; às 18:30hs, mocidade espírita.

 

 

[i] BÍBLIA. Português. Bíblia Sagrada. Tradução de Ivo Storniolo e Euclides Martins Balancin. São Paulo: Editora Paulus, 1990.

[ii] KARDEC, Allan. O livro dos médiuns ou guia dos médiuns e dos evocadores. FEB.

[iii] Disponível em https://espirito.org.br/artigos/comunicabilidade-dos-espiritos/ Acesso em 17/04/2022.

[iv] BÍBLIA. Português. Bíblia Sagrada. Tradução de Ivo Storniolo e Euclides Martins Balancin. São Paulo: Editora Paulus, 1990.

[v] Edward Lorenz em 1969 no 139º American Association for the Advancement of Science - Encontro da Associação Americana para o Avanço da Ciência.

Fonte da imagem: https://pixabay.com/pt/photos/flor-detalhe-macro-natureza-planta-4253120/ Acesso em 17/04/2022.

 

Colunista
CENTRO ESPÍRITA BEZERRA DE MENEZES

Rua Olegário Rabelo, nº 455, Bairro Brasília, Arcos/MG

VEJA TAMBÉM

Associação vence equipe do Vila e respira na Copa Regional Sub25

O Vila até tentava chegar, mas parava no bom goleiro Pezinho, que fazia boas defesas

08h00 16 Maio 2022
Domingo tem clássico pela Copa Regional Sub25 de futebol em Arcos

A partida é valida pela quarta rodada da primeira fase da competição

15h30 14 Maio 2022