Notícia

Saiba Mais 22 Novembro 2021 Por Da Redação- Kamilly Castro

Atleta Lucas Lacerda conquista três colocações nos pódios do Pan Americano de Jiu Jitsu

O arcoense de 23 anos tem vários títulos nacionais e internacionais, pratica Jiu Jitsu à 10 anos e vem se destacando ao longo dos anos por seu desempenho e suas conquistas no esporte


Compartilhe:

No final do mês de outubro, nos dias 23 e 24 o atleta arcoense de Jiu Jitsu, Lucas Lacerda participou do campeonato Pan Americano de Jiu Jitsu Esportivo que aconteceu Ginásio do Ibirapuera, na capital paulista, o atleta disputou o campeonato em três categorias diferentes, Kimono, Sem kimono e Absoluto sem Kimono, nas três disputas que participou, Lucas conquistou medalhas no pódio.

 

O Pan Americano de Jiu Jitsu é uma competição de caráter importante, com mais de 3000 atletas divididos em várias categorias, como os atletas de faixa branca até a preta e disputas do nível infantil ao máster. Todos os atletas que são filiados na federação podem participar do campeonato, e para isto o interessado deve seguir as instruções no site da Confederação Brasileira de Jiu Jitsu Esportivo e se inscrever pagando uma taxa de acordo com a categoria para competir no evento. Como premiação os atletas que alcançarem as colocações, conquistam ranking na federação e medalhas de acordo com o lugar no pódio, atualmente somente a disputa na categoria absoluto que recebe prêmio em valor no campeonato.

 

Além de suas conquistas no Pan Americano, Lucas tem vários títulos, nacionais e internacionais, 3º lugar brasileiro , vice campeão europeu na Itália, campeão argentino em Buenos Aires, campeão mineiro entre vários outros títulos. O jovem é atleta de Jiu Jitsu desde os 13 anos e faixa preta a 10 meses.

 

Nossa equipe do Portal Arcos realizou uma entrevista com o atleta Lucas Lacerda sobre sua participação no campeonato Pan Americano de Jiu Jitsu Esportivo e sua história no mundo da luta, confira:

 

Foi seu primeiro Pan Americano de Jiu-jitsu ou já participou mais vezes?

"Desta federação foi minha primeira participação, levando em consideração que o outro acontece na Califórnia-EUA, e ainda não tenho visto americano para lutar neste."

 

Como foi a sua participação no Pan Americano de Jiu-jitsu?

"Me senti muito bem preparado, fiz seis lutas, contando todas as categorias que participei."

 

Quais foram suas conquistas neste Pan Americano de Jiu-jitsu?

"Fui vice-campeão na categoria de kimono e sem kimono e fiquei em terceiro lugar no absoluto sem kimono."

 

Nos conte mais sobre as lutas que enfrentou.

"As lutas foram muito duras, na faixa preta ninguém “está para brincadeira” mais, todo mundo profissional, bem treinado e preparado."

 

Quais eram suas expectativas para antes da realização do Pan Americano de Jiu-jitsu?

"Eu tinha uma grande expectativa na categoria sem kimono, onde estou mais focado nesse momento da minha carreira, porém acabei sendo melhor no kimono e me desenvolvendo mais!"

 

Como é e o que significa para você estar no pódio do Pan Americano de Jiu-jitsu?

"É muito gratificante e conta como reconhecimento do meu trabalho, me mostra que estou no caminho certo e que é só o começo!"

 

Você tem algum calendário de competição definido? Caso sim como é elaborado e quais suas próximas competições?

"Não tenho, com a pandemia, como Jiu Jitsu é um esporte de contato, é tudo muito incerto para nós nesse momento!"

 

Em outras categorias no pódio também havia outros arcoenses, como você analisa Arcos no Jiu Jitsu?

"Sim, tinha o Leo Boyka que ganhou uma categoria e medalhou em outra, e seu aluno Thales Lopes que teve o mesmo desempenho. O Jiu Jitsu em Arcos tem um potencial enorme, temos muito material humano para treino e muita vontade, independente de bandeira, Jiu Jitsu é um só, tudo seria melhor com mais apoio e incentivo."

 

Qual sua análise do apoio da cidade aos atletas de Jiu Jitsu?

"Há anos eu não tenho apoio nenhum da cidade, seja em competições nacionais ou internacionais, para este campeonato eu tive uma atenção maior, espero que daqui pra frente consigam enxergar mais o valor do esporte e dos nomes que carregam a bandeira da cidade!"

 

Quem é Lucas Lacerda?

"Um garoto de 23 anos vivendo seu sonho e com intuito de ajudar e ensinar o máximo de pessoas através do esporte."

 

Quantos anos pratica o esporte e como tem sido seu trabalho ao longo do tempo?

"Pratico há 11 anos, sem nunca ter parado, sempre progredindo e procurando evolução, nesse tempo já não tenho nem mais ideia de quantas competições participei."

 

Nos conte sobre sua rotina de treinamentos, dias, treinadores, dieta e outras atividades.

"Atualmente eu treino 3 vezes por dia de segunda a sábado, sendo dois treinos de jiu jitsu e um de preparação física, no jiu jitsu conto com meus professores Júlio Cesar ( Cigano ) e José Maria e todos meus alunos que são meus parceiros de treinos. Na preparação física conto com meus dois amigos e profissionais da área, Netinho Rezende e Iran França. Em relação a dieta, eu faço, ela é muito proteica e bem equilibrada, quem me ajuda nessa área também é o Netinho."

 

De onde surgiu o interesse para competir? E quais seus objetivos nesta modalidade?

"Desde quando comecei, com incentivo do meu primo e parceiro de treino, José Maria, os meus objetivos são uma evolução pessoal comigo mesmo, gosto de me desafiar e me testar, estando sempre em atividade, também amo dar aula e passar um pouco do que sei, com isso tenho objetivo de passar o máximo de conhecimento para frente e ser relevante de alguma forma para alguém."

 

Como é e como foi o apoio da sua família em sua carreira na luta?

"Sempre me apoiaram, tudo que sou, sou grato a minha família, meus pais, meus avós e tios. Tudo que conquisto são deles também."

 

Quem era o Lucas Lacerda antes do Jiu Jitsu entrar em sua vida e quem é ele agora?

"Era um menino de apenas 11 anos, sem saber nada da vida e sem um rumo, hoje continuo sem saber nada, mas Jiu Jitsu me deu a motivação para estar sempre buscando melhoria e ser alguém melhor."

 

Quais as maiores dificuldades e as maiores conquistas suas dentro da modalidade?

"A maior dificuldade é o apoio, Jiu Jitsu é um esporte caro, muita viagem, muitos gastos. Minhas maiores conquistas para mim foram meu vice campeonato europeu em 2019 em Roma na Itália e o 1° lugar no Campeonato Argentino em 2018 em Buenos Aires."

 

Você tem patrocinadores e empresas apoiantes?

"Sim, tenho alguns apoiadores, dentre eles: Rede Açai.com que me apoia a anos e está sempre comigo, Robson Suplementos sempre me fortalecendo nos suplementos, Iran França me fornecendo o espaço para preparação física, Farmácia Ultra Popular com o que eu preciso de medicamentos e produtos, Contabilidade Lacerda, Bodock Planet, Arco Hidráulico, que me ajudam sempre com apoio financeiro para as competições."

 

Para uma empresa que deseja te apoiar como pode entrar em contato e conhecer seu trabalho?

"Para conhecer meu trabalho tenho meu instagram @lucaslacerdajj e deixo meu telefone pra contato 037 998028850."

 

O que é necessário para se tornar um atleta de Jiu Jitsu? Quais as características e o perfil para quem quer fazer parte.

"Atleta em si você precisa de abdicar de muitas coisas e focar em muito treino, porém praticante, é um esporte pra todo mundo, e posso afirmar que 90% dos meus alunos dizem ser a melhor escolha que já fizeram pra eles."

 

Qual mensagem você deixa para crianças e jovens que sonham em se tornar um profissional da luta?

"Foque e não desista, trabalho duro sempre é recompensado, pode demorar, mas vem."

 

Para quem deseja treinar com o atleta Lucas Lacerda pode procurar a e a equipe Cigano Team na Academia Barra localizada na Rua Jacinto da Veia, nº100 no bairro São Pedro em Arcos-MG.

COMENTÁRIOS