Notícia

Arcos 31 Março 2020

CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA INFLUENZA VAI ATÉ 22 DE MAIO


Compartilhe:

A Prefeitura Municipal de Arcos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que a Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza, que teve início no dia 23 de março, perdurará até o dia 22 de maio, e obedecerá aos seguintes critérios:

A primeira etapa segue até o dia 15 de abril e prioriza apenas pessoas acima de 60 anos. Devido à situação atual, o município optou por realizar as vacinas de forma domiciliar; portanto, os idosos devem ser orientados a permanecer em isolamento, aguardando que a equipe chegue até à sua casa para imunizá-lo. Em situações onde o idoso não puder aguardar a visita da equipe, o mesmo pode procurar a unidade para receber a vacina no horário de 13h às 16h.

A primeira etapa da campanha também contempla profissionais que atuam na área da saúde e inclui: assistentes sociais, biólogos, biomédicos, profissionais de educação física, profissionais de enfermagem, farmacêuticos e técnicos de farmácia, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos, médicos veterinários, nutricionistas, odontólogos, psicólogos e terapeutas ocupacionais, este grupo poderá receber a vacina a partir do dia 13 de abril.

Segunda etapa

A segunda etapa da campanha será de 16 de abril a 08 de maio, e tem como grupos prioritários os professores, profissionais das forças de segurança e salvamento e portadores de doenças crônicas.

Entre os dias 09 a 22 de maio, serão priorizadas crianças de seis meses a menores de um ano, gestantes, puérperas, adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, adultos de 55 a 59 anos de idade e pessoas com deficiência.

É importante ressaltar que, conforme Memorando Circular nº 64/2020 da Secretaria do Estado de Saúde, as unidades de saúde foram orientadas a adiar a vacinação de rotina até o dia 16 de abril devido ao risco epidemiológico de transmissão do coronavírus.

Para demais esclarecimentos, entre em contato com a sua unidade de saúde, de preferência por via telefônica

COMENTÁRIOS

Veja outras notícias