Notícia

Artigo 30 Agosto 2019

Erosão Dentária


Compartilhe:

É a perda de estrutura do dente por ação de substâncias ácidas. O esmalte do dente é composto por minerais, e quando substâncias ácidas entram em contato com o esmalte elas promovem sua desmineralização, ou seja, por meio de reações químicas o esmalte perde seus minerais para o meio ácido, ocorrendo o que chamamos de erosão.

            O consumo frequente de alimentos e bebidas com grande conteúdo ácido é a causa mais comum de erosão dentária. Quando o esmalte dental é exposto a ácidos (de alimentos, bebidas ou do estômago), ele amolece temporariamente e perde parte do seu conteúdo mineral. A saliva ajuda a neutralizar a acidez e restaura o equilíbrio natural da boca. Entretanto, como o processo é lento, se o ataque ácido ocorrer com frequência, o dente não tem tempo de se recuperar.

            Várias frutas, vinagres, refrigerantes e vinho podem ser altamente ácidos e, assim, são potencialmente prejudiciais aos dentes. Os alimentos ácidos não devem e não são facilmente evitáveis, mas deve-se tomar cuidado quanto à frequência e a maneira como são consumidos.

            Não é somente o que é consumido que causa erosão ácida, mas também a maneira como os itens ácidos são mantidos na boca. Manter ou reter alimentos e bebidas ácidas na boca prolonga a exposição dos dentes ao ácido, aumentando assim o risco de erosão. O hábito de beber uma bebida ácida “bochechando”, por exemplo, pode aumentar seu contato com os dentes, aumentando, assim, o risco de erosão.

            Qualquer pessoa pode ter erosão dentária, contudo, ela é mais frequente em crianças e adolescentes. Nas crianças, ela surge após a administração frequente de refrigerantes e/ou sucos de frutas naturais ou industrializados, através da mamadeira (que aumenta o tempo de contato da bebida com o dente) e/ou copo. Nos adolescentes ela surge através da ingestão excessiva de refrigerantes ou bebidas energéticas.

            Esportistas que ingerem excesso de bebidas energéticas (isotônicas) para repor água e eletrólitos perdidos durante as atividades esportivas podem apresentar erosão dentária.

            A dieta e o modo como alimentos e bebidas ácidas são consumidos, é a causa mais provável de erosão dentária. Entretanto, ela também pode resultar da presença de ácidos gástricos na boca, por exemplo, como consequência de bulimia (vômitos) ou indigestão (regurgitação/refluxo esofágico).

            Também existem casos - como resultado da exposição ocupacional ou industrial - nos quais a erosão dentária pode ser causada, por exemplo, pela inalação prolongada de vapores ácidos.

            Para ajudar a proteger seus dentes dos efeitos da dieta ácida, existem várias iniciativas que podem ser tomadas:

            - Evitar escovar os dentes imediatamente após consumir alimentos e bebidas ácidas já que o esmalte está muito amolecido, vulnerável. É melhor aguardar, pelo menos, 1 hora para escová-los após as refeições;

erosao_dentaria_google.jpg             - Ingerir bebidas ácidas rapidamente – não as mova ao redor da boca nem as retenha por períodos prolongados na boca – ou opte por usar um canudinho que chegue até a parte posterior da boca. Refrigerantes devem ser evitados;

            - Escovar os dentes suave e minuciosamente com uma escova de cerdas macias;

            - Selecionar cremes dentais pouco abrasivos, não ácidos e que forneçam alta disponibilidade de flúor;

            - Consultar regularmente um dentista que esclareça qualquer dúvida que você venha a ter.

            O diagnóstico precoce acompanhado do aconselhamento da dieta e o monitoramento ajudam a tratar de forma bem sucedida e prevenir a progressão da erosão dentária.

            No entanto, nos estágios avançados da erosão dentária pode haver necessidade de um tratamento caro e complicado para restaurar a forma e função normal do dente. Este é o motivo pelo qual a compreensão do problema e a tomada de iniciativas para minimizar o risco é tão importante.

            Consulte regularmente um cirurgião-dentista, pois todo tipo de problema bucal é mais simples de ser resolvido quando descoberto no início.

 

 

Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista

CROMG: 9475

Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva

Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)

Fone: (37) 3351-1086


Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista
CROMG: 9475
Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva
Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)
Fone: (37) 3351-1086

COMENTÁRIOS

Veja outras notícias