Notícia

Dente do Siso


Compartilhe:

O siso é o último dente a aparecer na arcada dentária. Sua erupção pode ocorrer entre os 16 e 21 anos de idade. Com ele o adulto completa a sua dentição permanente, ou seja, os 32 dentes. É um privilegiado quem possui a sua dentição completa na arcada em perfeita harmonia e em boa oclusão. Mas nem todos comemoram com entusiasmo quando tal dente aparece na sua arcada. Para muitos, o aparecimento desse dente é sinal de dor e sofrimento. Devido ao pouco espaço na arcada dentária para ele, muitas vezes o siso costuma ficar semi-incluso, quer dizer, parte dele não fica totalmente exposto, ficando coberto pela gengiva. Esta gengiva que cobre parte do dente semi-incluso é chamada de capuz gengival e debaixo deste capuz pode acumular bactérias, restos de alimentos e outras impurezas, advindo daí uma inflamação chamada de pericoronarite, que quer dizer inflamação ao redor da coroa do dente.

            O que devemos fazer para enfrentar esta pericoronarite? Primeiramente ela deve ser diagnosticada pelo dentista. Depois de constatada, deve-se tomar algumas medidas para debelar este processo inflamatório.

            O dentista vai limpar debaixo do capuz pericoronário com jatos de água e ar e se houver necessidade vai limpar com uma bolinha de algodão embebida em água oxigenada 10 volumes. Se estiver doendo muito ele deverá passar pomada anestésica por baixo do capuz.

            As bactérias da pericoronarite são, em sua maioria, anaeróbicas, ou seja, vivem em ambientes sem a presença de oxigênio. Daí o tratamento com água oxigenada.

            A pessoa portadora de pericoronarite deve fazer bochecho com água oxigenada 10V diluindo uma colher de chá de água oxigenada em ¼ de copo de água filtrada, e bochechar 4 vezes ao dia durante um minuto, por quatro a cinco dias. Na presença de dor e febre, além de tais procedimentos deve ser usado analgésico e antibiótico, além, é claro, de um anti-inflamatório para combater a inflamação. O bochecho com água morna e sal de hora em hora também deve ser realizado.

            Este é o tratamento da fase aguda. Depois de desaparecido a sintomatologia dolorosa o dentista vai optar sobre a necessidade ou não de ser extraído o dente do siso que estará provocando tudo isto. Normalmente tal fato acontece nos terceiros molares inferiores, por falta de espaço adequado na arcada dentária.

            Antigamente, devido à natureza da alimentação, ou seja, à base de frutas silvestres, legumes, cana, rapadura, produtos da caça e da pesca, as pessoas utilizavam muito mais os seus dentes e, portanto, tinham uma arcada dentária mais avantajada que os indivíduos de hoje. Então, os dentes de tais pessoas eram muito melhor distribuídos na arcada dentária. Os alimentos hoje nos são apresentados de tal forma que não fazemos praticamente nenhum esforço mastigatório para ingeri-los, advindo daí uma arcada com menos espaço para os 32 dentes que deveríamos ter na boca. Este é um dos fatores que está fazendo com que muitas pessoas necessitem de aparelho fixo, devido ao apinhamento dos dentes na arcada. Devemos, portanto, prestar mais atenção na alimentação e procurar ingerir alimentos mais sólidos e saudáveis, no lugar de alimentos pastosos, que não nos exige grandes esforços mastigatórios.

            Um erro que muitos de nós cometemos é o ato de mastigar de um lado só. Além de termos que mastigar várias vezes, o alimento deve ser muito bem triturado em ambos os lados da arcada. Se por um motivo ou outro você só mastiga de um determinado lado, deve procurar orientação profissional para resolver esse problema, pois o correto é o alimento ser bem mastigado e triturado dos dois lados da arcada.

            Muitas pessoas têm o hábito de se alimentarem apressadamente e isto é um péssimo costume. O alimento deve ser mastigado pelo menos umas vinte vezes antes de ser ingerido, para chegar ao estômago bem triturado. O estômago não tem dentes para triturar os alimentos e se não triturarmos bem os alimentos na boca, ele será prejudicado, podendo aparecer doenças estomacais e até uma úlcera, pelo fato de não sabermos mastigar bem os alimentos.

            Em muitos casos, devido à falta de espaço, os dentes do siso podem empurrar e desalinhar os outros dentes, causando problemas de má oclusão dentária e sintomas de ATM ou DTM. Assim sendo, nos casos dos dentes do siso inclusos, semi inclusos ou impactados ou sem antagonista que articulem com eles, deve-se pensar na sua remoção.

 

 

Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista

CROMG: 9475

Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva

Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)

Fone: (37) 3351-1086


Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista
CROMG: 9475
Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva
Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)
Fone: (37) 3351-1086

COMENTÁRIOS

Veja outras notícias