Notícia

Arcos recebe nota alta no ICMS Cultural


Compartilhe:

Segundo nota divulgada pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Arcos, com informações do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, a Relação de Bens protegidos pelos Municípios e apresentados ao ICMS - Patrimônio Cultural, divulgada pela União e pelo Estado (exercício de 2019) trouxe uma ótima notícia para a população. A cidade de Arcos obteve nota 11,74; a segunda maior nota conquistada desde o ano de 1996, quando o critério começou a ser adotado.

 

O trabalho desenvolvido pela pasta de Turismo, que é comandada pelo Secretário Sérgio Luiz Garibaldi, demonstrou austeridade e compromisso com a ações e políticas de preservação desenvolvidas no município, com relação aos seus bens materiais e imateriais, que fazem parte do Patrimônio Cultural.

 

A excelente pontuação refletirá em mais recursos para investidura em preservação e conservação do patrimônio cultural. Sérgio Garibaldi comentou a divulgação da nota. Segundo ele, o resultado é reflexo de um trabalho sério e comprometido. “A pasta que estou secretário é enorme, pois abarca o Esporte, a Cultura, o Lazer e o Turismo. Mas isso não é empecilho para desenvolvermos nossos projetos e ações. Temos uma equipe focada e imbuída em fazer o melhor. Sem contar que recebemos o apoio constante de nossos superiores hierárquicos. Esse mérito é de todos nós, e não vamos parar por aí! ”, disse, entusiasmado.

 

Os repasses dos recursos financeiros do Governo do Estado de Minas Gerais aos municípios que pontuaram no Programa serão feitos ao longo do ano de 2020. A ações de preservação do patrimônio cultural, nas áreas de apoio institucional e financeiro, divulgação, educação patrimonial, inventário de acervos e pesquisa, preservação de bens móveis e imóveis e proteção do patrimônio natural e arqueológico são fundamentais para a valorização da cultura.

 

Listamos os bens materiais e imateriais que colaboraram para a ótima nota de Arcos: Capela de São Julião; Capela do Sr. Bom Jesus; Gruta da Cazanga; Cruzeiro dos Mártires; Festa de N. Sra. do Rosário; Usina Velha; Distribuidora de Energia; Subestação Distribuidora de Energia; e um Imóvel residencial situado na Praça Martins Dias. 

 

Incentivo à preservação

 

O ICMS Patrimônio Cultural é um programa de incentivo à preservação do patrimônio cultural do Estado, por meio de repasse dos recursos para os municípios que preservam seu patrimônio e suas referências culturais através de políticas públicas relevantes.  O programa estimula as ações de salvaguarda dos bens protegidos pelos municípios por meio do fortalecimento dos setores responsáveis pelo patrimônio das cidades e de seus respectivos conselhos em uma ação conjunta com as comunidades locais

COMENTÁRIOS

Veja outras notícias