Notícia

Surdoatleta arcoense, Kivian Rego, volta para casa com duas medalhas de ouro

A surdoatleta de 14 anos disputou de 20 a 23 de junho a “Surdolímpiadas do Brasil 2019” e foi a única karateca mineira. A adolescente representou Arcos e Minas conquistando 2 medalhas de ouro


Compartilhe:

Foto: Portal Arcos

    Kivian Rego, a karateca arcoense de 14 anos, que disputou sua primeira Surdolímpiadas no período de 20 a 23 de junho em Pará de Minas foi dona de duas de seis medalhas de ouro conquistadas pelos surdoatletas  na competição.

 

   A adolescente é deficiente auditiva e treina Karatê há mais de 4 anos, sendo uma das melhores da região, disputando além da categoria para sua idade, o Karatê com atletas surdos.

 

   A surdoatleta  que antes nos contou sobre suas expectativas para a competição voltou ao nosso estúdio na quarta-feira (26) após sua gloriosa participação. Kivian Rego que subiu no lugar mais alto do pódio durante a Surdolímpiada duas vezes nos relatou sobre suas lutas, suas características como atleta e o segredo de como ser dona de tantas grandes conquistas.

 

  Na entrevista, Kivian nos contou também sobre a sensação de estar em um lugar onde ela era igual a todos, uma semana não convivendo com o preconceito diário e vivendo em um mundo onde ela se sentia compreendida e respeitada.

 

    A garota de apenas 14 anos após sua esplêndida atuação foi convocada para os Jogos Sulamericanos de Surdos 2019 no Equador que até então aconteceria em setembro, porém devido a não adesão de países suficientes para acontecer a competição, o evento foi até o momento cancelado, infelizmente.

 

   Confira tudo sobre a atuação da karateca, dona de 20 medalhas de ouro, Kivian Rego, a única karateca mineira a competir as Surdoímpiadas 2019 e que conquistou duas medalhas de ouro:

 

 

Relembre a  entrevista exclusiva que Kivian concedeu à equipe Portal Arcos, contando mais sobre sua trajetória, expectativas para o evento, além de depoimentos pessoais sobre as dificuldades e situações enfrentadas no seu cotidiano como uma garota surda, em uma entrevista inspiradora e emocionante: “Somos todos iguais, ninguém é menos e nem mais” lema da surdoatleta arcoense que participará da Surdolímpiadas

COMENTÁRIOS

Veja outras notícias