Geral / Artigos

A IMPORTÂNCIA DO FLÚOR NA ODONTOLOGIA

O flúor é um dos métodos mais empregados na prevenção da cárie.

           O flúor pode ser administrado por duas vias: pela via sistêmica e pela via tópica. Pela via sistêmica entende-se que o flúor será ingerido por intermédio de água fluoretada e suplementos de flúor, quer através de comprimidos ou em gotas por via oral. Por via tópica, ele pode ser administrado por meio da pasta de dente, de soluções para bochecho ou pela fluoretação tópica, que deve ser realizada no consultório pelo dentista.

 

            O flúor deixa os dentes mais resistentes ao ataque dos ácidos. Ele tem sido classificado como o agente inibidor de cáries mais eficiente, seguro e econômico.

 

            Dentre as múltiplas formas de se adquirir o flúor necessário para o fortalecimento dos dentes, a que oferece melhor benefício é pela fluoretação da água de abastecimento.

 

            Esse método deveria ser motivado e implantado em todos os municípios brasileiros, pois assim estaríamos prevenindo cáries no simples ato de bebermos água.

 

            O nível ideal de flúor na água potável é de 1 ppm (uma parte por milhão), isto é, 1g de flúor por 1000 litros de água. Nas cidades onde esse maravilhoso sistema inibidor de cáries ainda não foi implantado, a população se encontra com níveis de cáries muito maiores do que nas cidades onde já existe esse método.

 

            Nos locais onde a água é fluoretada, as pessoas não devem fazer uso de mais flúor sistêmico, pois o flúor em excesso é prejudicial e provoca o que chamamos de fluorose dental, que nada mais é que manchas inestéticas nos dentes.

 

            O mesmo não acontece com o flúor sendo usado topicamente. Você pode e deve escovar seus dentes com uma pasta dental contendo flúor, fazer bochechos diários com solução de flúor e ainda utilizar a aplicação tópica de 6 em 6 meses, no consultório do dentista.

 

            Quanto à solução de flúor para bochecho, ela pode ser usada em duas concentrações: 0,05% para bochechos diários e 0,2% para bochechos semanais. O bochecho diário é mais recomendado, pois acaba se tornando um hábito. As pessoas que fazem uso de aparelho fixo, além de terem que higienizar muito bem os dentes, devem fazer o bochecho diário com flúor, assim como as pessoas que têm um alto índice cariogênico.

 

            O bochecho deve ser feito durante um minuto, e crianças menores de 6 anos não devem utilizá-lo, pois o produto ingerido será prejudicial ao organismo. Assim, o flúor em solução deve ser mantido fora do alcance das crianças.

 

            Por fim, o flúor é mais um dos artifícios que vamos utilizar na busca de uma boa saúde oral. Portanto, ele deve ser usado com moderação, sem exageros, pois como tudo na vida, se for consumido em excesso será prejudicial. Cada pessoa necessita de quantidades diferentes de flúor e ninguém melhor que o seu dentista para informá-lo sobre qual a forma de flúor você vai necessitar.

                                                                                  

 

Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista

CROMG: 9475

Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva

Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)

Fone: (37) 3351-1086

 

Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista
CROMG: 9475
Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva
Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)
Fone: (37) 3351-1086

×
As informações e as opiniões expressas nexte texto são de responsabilidade do autor, devidamente identificado acima. Não expressam o pensamento do Portal Arcos e de seus colaboradores.

Mais fotos desta notícia

Veja também

Portal Arcos

jornalismo@portalarcos.com.br

(37)3405-1476

, 0,

Baixe Aplicativo do Portal Arcos