Centro Oeste / Arcos

Meio Ambiente: Avenida Sanitária trechos I e II recebem o plantio de 330 árvores

Projeto de arborização do município também envolve a participação da população nas ações ambientais

Foto: AssCom

O Governo de Arcos, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agricultura, continua em 2019, com os trabalhos de plantio de mudas de árvores em diversos pontos urbanos.  Nos dias 18 e 19 de fevereiro foi realizado nos trechos I e II da Avenida Sanitária ‘João Vaz Sobrinho, o plantio de 330 (trezentas e trinta) mudas de cinco espécies nativas de árvores dos biomas das florestas brasileiras, sendo 110 (cento e dez) de Quaresmeira, 100 (cem) de Resedá, 70 (setenta) de Lafontera, 30 (trinta) de Ipê Amarelo e 20 (vinte) de Espirradeira.

Esta ação foi realizada nos taludes dos canais da Avenida Sanitária, Trechos I e II, principalmente em função das mudas de Quaresmeira, Resedá, Lafontera e Espirradeira serem propícias para este local por possuírem raízes pivotantes, que não causam problemas nas estruturas físicas dos canais. Já as mudas de Ipê Amarelo foram plantadas nos canteiros existentes na Avenida Sanitária Trecho I, ao lado de um posto de combustíveis.

Segundo o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Robson Correia em dois anos Arcos já recebeu o plantio de 5.100 árvores. “A intenção é buscar cada vez mais uma melhor qualidade de vida para a população. Às vezes temos a necessidade de realizar supressões de árvores, seja para uma construção ou por ser uma árvore imprópria para o meio urbano, mas com os plantios de mais de 5.100 mudas de árvores em pouco mais de dois anos, estamos buscando recompor o que foi suprimido em número muito superior, sem contar às mudas que foram doadas para o plantio pelos próprios cidadãos que estão nos ajudando a melhorar a cidade que vivemos,” ressaltou.

A intenção da Secretaria de Meio Ambiente é continuar com estes plantios, buscando cada vez mais a participação da comunidade para que ajude a cuidar das mudas plantadas, evitando que pessoas insensíveis possam, por ato de vandalismo, arrancá-las ou estragá-las.

De acordo com o prefeito, Denilson Teixeira, devido ao aquecimento global e desmatamento desenfreado é necessário estabelecer uma cultura de preservação de ambiental do ecossistema. “Precisamos gerar ações na sociedade que desperte a consciência coletiva sobra à importância e o cuidado com o nosso meio ambiente. Se não nos comprometermos, no futuro próximo, enfrentaremos sérios problemas de abastecimento de água e de crescente elevação da temperatura global”, salientou.

Tags Arcos

Veja também

Portal Arcos

jornalismo@portalarcos.com.br

(37)3405-1476

, 0,

Baixe Aplicativo do Portal Arcos