Geral / Artigos

Enxaguantes Bucais

            Há enxaguantes que possuem álcool, o que não é recomendado para a saúde bucal, já que muitas pesquisas já demonstraram que o consumo exagerado de álcool é fator para o desenvolvimento de câncer em pessoas propensas à doença. Por isso, a recomendação é escolher produtos que não tenham álcool em sua composição.

            Para se manter uma boca saudável e livre de bactérias, o enxaguante deve ser um método complementar à escovação dos dentes e uso do fio dental.

            Os enxaguatórios têm sua venda controlada em alguns países, ao contrário do Brasil, cujos antissépticos bucais são livremente vendidos em farmácias, supermercados, drogarias e outros estabelecimentos comerciais, ficando facilmente disponíveis para crianças e adultos.

            Na hora de escolher um enxaguante bucal prefira uma versão rica em flúor, que evita cáries; incolor, para não manchar os dentes; e sem álcool, para não agredir a mucosa bucal.

            Usar do jeito certo também faz toda a diferença:

            - Faça o bochecho sempre antes de dormir para combater a placa bacteriana, pois, durante o sono a salivação diminui, por isso, as bactérias atacam;

            - Após o uso do fio dental, da escovação e da limpeza da língua, use uma tampa do produto por cerca de 30 segundos;

            - Não dilua o antisséptico em água – ele perde o efeito. Não enxágue a boca nem consuma alimentos ou bebidas por meia hora.

            É muito importante lembrar que por melhor que os enxaguantes bucais sejam, o controle mecânico da placa bacteriana (escovação e fio dental), são ainda os melhores frente ao controle químico.

            O uso de enxaguatórios bucais em crianças deve ser feito apenas a partir dos 6 anos de idade. Por quê? Porque já têm coordenação para cuspir. Os enxaguantes são medicamentos e devem ser usados somente na cavidade bucal (uso tópico), o que significa que não devem ser engolidos. Entretanto, com o objetivo de tornar o produto bastante atrativo para o público infantil, as indústrias utilizam corantes, aromatizantes e flavorizantes que conferem aparência, odor e sabor muito agradáveis, levando à possibilidade de a criança acabar ingerindo o enxaguante que, dependendo da quantidade, pode levar a um quadro de intoxicação.

            Na dúvida é sempre melhor procurar um dentista, e mais do que isso, algum profissional que tenha como meta promover uma odontologia preventiva e não apenas curativa.

Fonte: saudebucal.com.br

 

Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista

CROMG: 9475

Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva

Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)

Fone: (37) 3351-1086

 

Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista
CROMG: 9475
Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva
Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)
Fone: (37) 3351-1086

×
As informações e as opiniões expressas nexte texto são de responsabilidade do autor, devidamente identificado acima. Não expressam o pensamento do Portal Arcos e de seus colaboradores.

Mais fotos desta notícia

Tags artigo

Veja também

Portal Arcos

jornalismo@portalarcos.com.br

(37)3405-1476

Av. Governador Valadares, 263, Centro

Baixe Aplicativo do Portal Arcos