Centro Oeste / Arcos

LIRAa de Arcos apresenta queda, mas cidade permanece em situação de alerta

O levantamento revelou índice de infestação predial de 3,5%. Resultado abaixo do registrado em abril, de 5,2%, que colocou a cidade em risco de surto de dengue.

Foto: Asscom

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou nesta terça-feira (14) o resultado do terceiro Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) de 2018. O índice de infestação predial resultou em 3,5%, apresentando redução em relação ao realizado em abril, de 5,2%. Mas esta queda mantém a cidade em situação de alerta, segundo o Ministério da Saúde. E novamente 90% dos criadouros do Aedes aegypti foram encontrados em residências, em depósitos de armazenamento de água, a exemplo de caixas d’água e tambores.

Os bairros que apresentaram maior índice de infestação foram Cruzeiro, Parque das Florestas, Esperança I, Floresta, Lourdes, São José, Centro, Jardim Bela Vista, Juca Dias, Planalto e Planalto II. Nestas localidades o índice de infestação foi de 5,2%, maior que o total registrado em toda a cidade.

Para o coordenador de Endemias, Tiago Carvalho, o resultado é sinal de preocupação para os próximos meses. “A queda no resultado deste LIRAa foi significante quando comparado o resultado anterior. Mas a situação ainda é muito preocupante porque estamos em época de frio, com baixas temperaturas. Nossa expectativa era de um resultado ainda menor. A população mais uma vez deixou de fazer o dever de casa. O próximo LIRAa só será realizado em outubro, mas de posse dos dados atuais já podemos prever um início de verão complicado. Temos que redobrar a atenção, pautar a dengue sempre, atacar de todos os lados, alertando a população para o perigo que o Aedes aegypti representa. A Secretaria de Saúde já iniciou o planejamento de ações que em breve serão executadas no município com o intuito de combater o mosquito”, concluiu.

Dengue em Arcos

De acordo com os últimos dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde, Arcos registrou 446 notificações por dengue de janeiro a julho deste ano. Deste total, 282 casos foram confirmados, 160 foram descartados, e um óbito foi registrado.

Tags Arcos

Veja também

Portal Arcos

jornalismo@portalarcos.com.br

(37)3405-1476

Av. Governador Valadares, 263, Centro

Baixe Aplicativo do Portal Arcos