Geral / Artigos

Laser na Odontologia

    A palavra LASER significa “Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation” que, em português, seria “luz amplificada pela emissão estimulada de radiação”.

   O laser é uma fonte de luz com vários comprimentos de onda que lhe conferem propriedades terapêuticas.

   O laser de baixa potência ou laser terapêutico tem ação antiinflamatória, analgésica e bio-estimulante.

  Atualmente, devemos considerar o laser um auxiliar terapêutico indispensável aos consultórios odontológicos.

   Como toda técnica, porém, é fundamental que se conheça bem os seus princípios básicos, principalmente porque os efeitos e o mecanismo de ação do laser são bastante complexos.

   A laserterapia é bastante eficaz no tratamento da hipersensibilidade dental que está associada a uma dor aguda e de curta duração. A hipersensibilidade pode ocorrer durante ou após a restauração dental, pela retração da gengiva, e após o clareamento dental.

         Indicações na Odontologia:

•Alívio da dor;

•Reparação tecidual;

•Redução de edema e de hiperemia;

•Síndrome de dor e disfunção da ATM;

•Paralisia facial de Bell;

•Herpes labial;

•Herpes zoster;

•Hipersensibilidade dentinária ou sensibilidade dental;

•Afta;

•Alveolite;

•Anestesia;

•Bioestimulação óssea;

•Cárie;

•Edema;

•Endodontia;

•Líquen plano;

•Língua geográfica;

•Lesão traumática;

•Neuralgia do trigêmeo;

•Queilite angular;

•Parestesia;

•Clareamento dental.

    A vantagem dos tratamentos a laser nas cirurgias é a diminuição do período pós-operatório, além de melhores resultados. Na sensibilidade e articulação temporo mandibular (ATM), os pacientes conseguem diminuição da dor, o que, nestes casos, é importante, visto serem dores contínuas e constantes, com bastante dificuldade para obtenção de cura pelos métodos convencionais que, diferentemente dos obtidos com raio laser, são mais demorados.

   Para o futuro, muitos preferirão o laser para não sentir dor durante seus tratamentos, deixando-os livres dos tratamentos advindos do uso de agulhas para aplicações de anestésicos e de brocas para desgaste de dentes. Por ora, grande parcela dos dentistas ainda não está usando aparelhos de laser, o que em nada diminui sua capacidade de atendimento, inclusive porque a grande maioria dos procedimentos ainda não tem utilização do laser indicada.

                Por que o tratamento com laser é caro?

    Porque os aparelhos utilizados nesses tratamentos são muito caros e a maioria importados. Além disso, o profissional que os utiliza precisa ter uma formação específica na área, o que demanda investimento e tempo de sua parte. Todo o conceito de tratamento odontológico com laser passa a ter uma conotação mais sofisticada, pelos seus incomparáveis benefícios da evolução tecnológica, o que acaba onerando o tratamento. Por exemplo, para ter esse equipamento no consultório, este precisa estar equipado com determinados dispositivos, precisa haver uma sala apropriada, um treinamento especial da equipe de auxiliares do consultório. Tudo isso acaba somando custos, que são repassados para o paciente.

                                   Fonte: ABC da Saúde Odontologia & Saúde

 

 

Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista

CROMG: 9475

Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva

Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)

Fone: (37) 3351-1086

COLUNISTA Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista
CROMG: 9475
Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva
Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)
Fone: (37) 3351-1086

×
As informações e as opiniões expressas nexte texto são de responsabilidade do autor, devidamente identificado acima. Não expressam o pensamento do Portal Arcos e de seus colaboradores.

Mais fotos desta notícia

Tags artigo

Veja também

Portal Arcos

jornalismo@portalarcos.com.br

(37)3405-1476

Av. Governador Valadares, 263, Centro

Baixe Aplicativo do Portal Arcos