Geral / Artigos

Anamnese Odontológica

A anamnese (do grego Ana-trazer de novo e Mnesis-memória) nada mais é do que aquele questionário que se faz na primeira consulta sobre a saúde geral do indivíduo, e que visa revelar, investigar e analisar os sintomas. Ela pode ser chata e cansativa; e muitas vezes profissionais e clientes podem julgá-la desnecessária, mas é de muita importância.

            Lembra aquela sede insaciável que você esqueceu de contar que sente? Pode ser diabetes. Lembra que sua mãe conta que quando você era bebê teve um amarelão? Pode ser hepatite. E assim por diante, qualquer sinal ou sintoma pode ser importante. Então, conte tudo, mas tudo mesmo, quando o dentista ou médico fizer o tal questionário chato. Ele pode estar te ajudando a descobrir precocemente algum problema de saúde, e suas informações são importantes para se fazer um bom planejamento de seu tratamento.

            Doenças sistêmicas pré-existentes (diabetes, hepatite, hipertensão, por exemplo) podem interferir no modo como você será tratado (tipo de anestesia que será usada, melhor horário para realizar certos procedimentos, por exemplo), pois elas têm relação com a cicatrização ou com o sangramento no ato operatório, ou com a chance de você sofrer um desmaio.

            O exame clínico é o passo inicial para se realizar um tratamento como também para um melhor relacionamento entre paciente/profissional. O objetivo fundamental do exame do paciente é a elaboração do diagnóstico, do prognóstico e do correto planejamento terapêutico. Porém, para se obter êxito em um tratamento é preciso que se conheça os problemas que afligem o paciente.

            O cirurgião-dentista, em geral, é procurado não só para tratamento de uma doença dental, mas, também, como uma pessoa onde o paciente possa contar seus problemas sem que estes sejam propalados. O relacionamento com esse paciente deverá ser verdadeiro, compreensivo, porém sem precisar invadir a sua privacidade.

            Observa-se ultimamente, que com a tecnologia e a sofisticação dos exames complementares diminuíram significativamente a prática do exame clínico minucioso. A conversa com o paciente diminuiu e o exame físico ficou por conta dos exames complementares.

            Alguns profissionais preocupados apenas em resolver o motivo que levou o paciente a procurá-lo, descuida-se da anamnese, por achar que a mesma toma-lhe tempo, que poderia estar utilizando esse tempo em algo que lhe traria lucro em dinheiro. Entretanto, não percebe que com a anamnese ele lucraria em tempo e confiança, pois evitaria intercorrências e obteria êxito no tratamento.

            Observa-se ainda, que a exigência por maior produtividade, solicitada no serviço odontológico público, nos serviços de empresas e nos consultórios particulares conveniados ou não, aumentaram significativamente o descaso pelo exame clínico odontológico e médico, principalmente a anamnese.

            Não é admissível que um odontólogo tenha a visão voltada somente para os dentes, sem se preocupar com as estruturas adjacentes e com a saúde geral do paciente. Muitas vezes encontramos lesões na cavidade bucal que são manifestações de doenças degenerativas, infecciosas, metabólicas, endócrinas e psíquica (bruxismo, líquen plano, aftas, herpes, etc.). Daí a necessidade de uma anamnese bem detalhada para que erros sejam evitados.

            Conhecendo-se o paciente (a sua história odontológica, médica e familiar), e associando suas histórias ao exame físico e exames complementares, pode-se elaborar um diagnóstico, um prognóstico, o qual determinará um bom tratamento.

            Há necessidade de ouvir-se opiniões de colegas diante de alterações que nos são desconhecidas. Nunca “fechar os olhos” a elas por falta de humildade. É melhor demonstrar-se o desconhecimento do que o descaso sobre a mesma. Opiniões de colegas especialistas sempre aumentarão os nossos conhecimentos.

            “A anamnese não é bobagem, ela é importante, e você tem o direito de exigir que seja feita.”

                                   

Fonte: www.odontologia.com.br

 

                          Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista

CROMG: 9475

Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva

Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)

Fone: (37) 3351-1086

 

COLUNISTA Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista
CROMG: 9475
Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva
Rua Donato Rocha, 346 – Centro - Arcos (MG)
Fone: (37) 3351-1086

×
As informações e as opiniões expressas nexte texto são de responsabilidade do autor, devidamente identificado acima. Não expressam o pensamento do Portal Arcos e de seus colaboradores.

Mais fotos desta notícia

Tags artigo

Veja também

Portal Arcos

jornalismo@portalarcos.com.br

(37)3405-1476

Av. Governador Valadares, 263, Centro

Baixe Aplicativo do Portal Arcos