Brasil / Geral

Guna

 

                A GUNA (Gengivite Ulcerativa Necrosante Aguda) é uma infecção bacteriana específica que invade o tecido gengival. Não é transmissível, sendo um processo agudo quase sempre precedido por estresse, baixa de resistência orgânica ou mudanças de hábitos de vida. Apresenta caráter súbito. A má higiene bucal pode favorecer o seu aparecimento.

            A doença é raramente observada em crianças em idade pré-escolar. Sua prevalência aumenta a partir da idade escolar (em crianças debilitadas e subnutridas) e torna-se significante a partir da adolescência, principalmente em períodos de relativa tensão emocional, tais como exames escolares, esgotamento e preocupações extremas. A lesão restringe-se ao tecido gengival, iniciando-se pela infecção repentina da gengiva interdental e marginal.

            A cavidade bucal apresenta-se com uma área de inflamação aguda e vermelhidão, geralmente iniciando-se nas pontas das papilas gengivais. Com a evolução, a gengiva livre é destruída, aparecendo depressões também na área marginal, com bordas grossas e um aspecto crateriforme das papilas interdentais. È observada a presença de pseudomembrana cinza sobre as áreas destruídas, facilmente removida sob leve pressão. O paciente relata a existência de dor espontânea e extrema, fato que, geralmente, o induz a consultar o dentista. Ele pode queixar-se de gosto metálico na boca, extremamente pútrido. Ao exame clínico é constatado odor fétido, aumento da salivação, hemorragia gengival espontânea, febre, mal estar geral, irritabilidade, anorexia e linfadenopatia regional. Se o tratamento não for instituído, pode ocorrer destruição progressiva do periodonto, acompanhada de complicações sistêmicas, mais graves em crianças. Em alguns indivíduos a enfermidade pode diminuir espontaneamente, sem qualquer tratamento.

            Algum tempo atrás a GUNA ficou conhecida como boca de trincheira, pois era doença frequente nos soldados devido ao estresse da guerra; hoje é conhecida como boca do vestibulando devido ao grande estresse que o vestibular causa nesses alunos.

            O tratamento bucal é baseado na remoção das causas locais e em uma higiene oral cuidadosa. Deve-se realizar a escovação dos dentes, remoção de placa bacteriana e bochechos com água oxigenada 10 volumes, diluídas em água filtrada, diversas vezes ao dia. Está indicado o uso de antibioticoterapia.

            O desaparecimento completo dos sinais e sintomas e a cicatrização das papilas interdentais ocorrem em 2 a 3 semanas.

 

                                                                     Dr. José Donizetti Vieira

Cirurgião – Dentista

CROMG: 9475

Especialista em Odontologia Restauradora e Preventiva

Rua Donato Rocha, 346 - Centro- Arcos (MG)

Fone: (37)3351-1086

Mais fotos desta notícia

Tags artigo

Veja também

Portal Arcos

jornalismo@portalarcos.com.br

(37)3405-1476

Av. Governador Valadares, 263, Centro

Baixe Aplicativo do Portal Arcos