Brasil / Minas Gerais

Boato com nova denúncia sobre o ‘Baleia Azul’ circula na internet

Foto: Sistema MPA

Uma mensagem que começou a circular, nesta quarta-feira (3), pelas redes sociais está assustando os internautas. Segundo o texto, um grupo de pessoas vestidas de branco está visitando residências e dizendo que vai “medir a tireoide”, no entanto elas estariam passando aids para os moradores a pedido do grupo “Baleia Azul”, jogo que incentiva o suicídio.

A mensagem está sendo repassada por grupos de Whatsapp e pelo Facebook. O texto diz que a informação veio da Polícia Militar e também da Vigilância Sanitária. De acordo com a Polícia Militar, a informação não partiu da Sala de Imprensa do órgão em Minas Gerais. 

Leia o texto que está sendo divulgado:

“Pessoas vestido de branco vão passar de casa em casa pra medir tireoide nao deixa e pq sao um grupo de aideticos pra transmitir o vírus sao a mando da baleia azul compartilhem. O Alerta foi feito hoje pela polícia militar, Segue a mensagem: Amigos e populares, a vigilância Sanitária e a PM acabam de informar que um grupo de Aidéticos está em varias cidades abordando as pessoas pra elas fazerem a medição da glicose: se vc for abordado, DENUNCIE ligue 190! Este suposto teste está passando o vírus HIV… Repasse para os teus contatos…
Obs: Eles estão se passando por um grupo de enfermeiros estudantes. CUIDADO! É muito sério isso! Vamos espalhar para outros grupos…”

Casos em Minas

Em Minas Gerais já são quatro casos investigados pela Polícia Civil sobre homicídio ou tentativa de se matar  por causa do jogo Baleia Azul. O último caso aconteceu em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, quando um adolescente de 16 anos tentou se matar, no último dia 27 de abril.

Outros inquéritos foram abertos, pela Polícia Civil, para investigar a relação entre suicídios ou tentativas e o “Baleia Azul” em cidades de Pará de Minas, na região Centro-Oeste de Minas, em Manhuaçu e em Leopoldina, ambas na Zona da Mata.

Tags Minas

Veja também

Portal Arcos

jornalismo@portalarcos.com.br

(37)3405-1476

Av. Governador Valadares, 263, Centro

Baixe Aplicativo do Portal Arcos