Brasil / Outros estados e cidades

60% dos municípios mineiros pesquisados estão em situação de alerta ou risco de surto de dengue, chikungunya e zika

Foto: ilustração

Quase 60% dos municípios mineiros analisados no âmbito do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) de 2016, realizado pelo Ministério da Saúde, encontram-se em situação de alerta ou risco de surto de dengue, chikungunya e zika. Isso significa que esses locais apresentam altos índices de criadouros do mosquito, vetor das três doenças.

Das 138 cidades pesquisadas, 80 estavam com taxas de infestação acima do que é considerado satisfatório. Sete municípios estão em situação mais grave, sendo que Mutum, no Vale do Rio Doce, é a que apresenta o pior resultado, com 10,2. Ou seja, para cem locais pesquisados, dez estão infestados.

Em Arcos, o índice de infestação geral do município de Arcos, divulgado na última semana, pela Secretaria de Saúde de Arcos, ficou em 3,55, considerado de médio risco de acordo com o Ministério de Saúde. As regiões com maior infestação vetorial foram as central e o Bairro São Judas, com índice de 4,2, alto risco.

A pesquisa ocorreu entre os dias 24 a 26 de outubro e a cidade foi dividida em 3 setores, denominados estratos: No extrato 1, 443 imóveis foram pesquisados, sendo 17 positivos para os focos do mosquito Aedes aegypti. Neste o índice de Infestação Vetorial ficou em 3,8% - MÉDIO RISCO. Já no Extrato 2 foram pesquisados 506 imóveis, sendo 14 positivos, índice de infestação Vetorial de 2,8% - MÉDIO RISCO. E no extrato 3 foram pesquisados 264 imóveis, sendo 11 positivos e um índice de infestação vetorial de 4,2% - ALTO RISCO.

O percentual de cidades mineiras que encontram-se em estado de alerta e risco é maior que a quantia em mesma situação em todo o país. No Brasil, 37% das localidades pesquisadas se enquadram nessas categorias. Os dados foram divulgados ontem pelo Ministério, que anunciou a possibilidade de que o LIRAa passe a ser obrigatório para municípios com mais de 2 mil imóveis a partir de 2017.

Veja também

Portal Arcos

jornalismo@portalarcos.com.br

(37)3405-1476

, 0,

Baixe Aplicativo do Portal Arcos